ad16
DestaquesPolíticaTodas as Notícias

Warton se recusa a atender governador e é exonerado da Setre

[ad#336×280]O deputado estadual Wartons Santos (PMDB), secretário estadual do trabalho e emprego, deixou o cargo nesta quarta-feira (17) após não atender a um pedido do governador Zé Filho (PMDB) para retornar à Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). O intuito do governador era reforçar sua bancada no Legislativo na reta final de votações, principalmente a que se refere ao Orçamento Geral do Estado. O peemedebista fez o mesmo com a ex-secretaria de Justiça, deputada Ana Paula.

Warton tem proximidade com o governador eleito Wellington Dias e já havia liberado o filho, Pablo Santos, eleito deputado estadual, para integrar a base do petista na Alepi. “Me posicionei que não iria sair da secretaria por 6 horas para votar matéria de interesse de a, b, ou c por qualquer que seja e que podiam me afastar que não tinha problema nenhum”, explicou o secretário o possível motivo de sua saída.

Warton Santos
Warton Santos

Segundo Warton Santos, em seu lugar vai assumir o ex-deputado estadual Roncalli Paulo (PSDB). “Eu ainda não recebi a comunicação oficial, mas fui comunicado por Roncalli que ele vai me substituir”, declarou.

Ninguém do governo foi encontrado para comentar as declarações de Warton Santos. Com a saída dele, sobe para seis o número de secretários que já deixaram o governo Zé Filho a 14 dias do fim de sua administração. O primeiro foi o economista Felipe Mendes, em julho. Ele era titular da Secretaria de Planejamento. Em seguida, saiu o empresário Mário Lacerda, que era titular da Secretaria de Fazenda.

Em outubro, o diretor geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Jeová Alencar, resolveu deixar a pasta e voltar para a Câmara Municipal. Em novembro, os titulares da Saúde e Segurança, Mirócles Veras e Ana Paula Mendes deixaram suas pastas.

CidadeVerde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade