ad16
EconomiaGeralTodas as Notícias

Wellington afirma que “situação é dramática” e denuncia “saque” na previdência

O governador eleito Wellington Dias (PT) manifestou preocupação com a situação financeira do Estado após receber os primeiros dados repassados pela equipe de transição de governo. Wellington classificou como “dramática” a situação em que se encontram as finanças e afirmou que foram feitos saques na Previdência do Estado e a falta de pagamento de empresas terceirizadas.

Wellington Dias declara que situação é crítica - Foto: Reprodução/ Cidade Verde
Wellington Dias declara que situação é crítica – Foto: Reprodução/ Cidade Verde

Na manhã desta sexta (17) ocorreu a primeira reunião executiva das duas equipes de governo, no gabinete do secretário de Administração, João Henrique Sousa.

“Me preocupa, lhe confesso que os primeiros dados que chegam são piores do que a gente previa. A situação da Previdência, a informação é de que saques no valor que era próprio para formação da poupança de proteção do servidor, nos planos de saúde Plamta e Iapep Saúde da mesma forma, com  mudanças que colocam instabilidade. Nessa área de folha de pagamento de terceiros e empresas terceirizadas, os contratos temportários estão com atrasos e servidores já manifestaram, pedem socorro ao Tribunal de Contas do Estado. Na folha de pagamento da Agespisa a situação é dramática”, afirmou Wellington.

Ainda de acordo com o governador eleito, o Estado está inscrito nos órgãos de proteção ao crédito. ” O Estado está no Cauc, no Cadin, e isso é algo dramático. O próprio governador e o secretário de Fazenda já veio a público para dizer que tem problemas”, completou.

Wellington afirma que está solicitando ao apoio do Tribunal de Contas do Estado e do Tribunal de Contas da União. “Estamos pedindo o apoio para que a gente possa evitar o desequilíbrio, que não é ruim para mim, mas para todo o Estado. Parar pagamento de servidores e fornecedores é ruim como um todo”, afirmou.

Elivaldo Barbosa (da TV Cidade Verde)

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade