ad16
Eleições 2016GeralPolíticaTodas as Notícias

Wilson reconhece derrota e tendência do PSB em apoiar Aécio Neves

Wilson Martins-Foto: Cidade Verde
Wilson Martins-Foto: Cidade Verde

Sem a presidenciável Marina Silva no segundo turno das eleições de 2014, o candidato a senador Wilson Martins (PSB), também derrotado neste domingo (5), aguarda uma posição nacional do seu partido, mas reconhece a tendência de que a sigla poderá seguir com Aécio Neves (PSDB) no segundo turno.

“A nossa candidata Marina Silva não chegou no segundo turno. Há uma tendência natural, de construção de um entendimento para o apoio ao Aécio, mas isso não vai depender do Wilson Martins”, afirmou em entrevista para a TV Cidade Verde.

Wilson Martins comentou o resultado das urnas. “Um resultado absolutamente factível de quem disputa uma eleição em um processo democrático. Nós quermeos agradecer o povo do Piauí pela forma que nos recebeu, pela forma respeitosa, com um abraço fraterno. Isso correspondeu a mais de meio milhão de votos que preferiram a nossa candidatura”.

Wilson Martins desejou que o candidato eleito, Elmano Férrer (PTB), faça um trabalho que corresponda aos anseios do povo. “A vida não se encerra por conta de uma batalha que se perde. Ela continua e vamos continuar firmes, ouvindo o povo, sugerindo e também cobrando. Vamos ver o que os eleitor vao fazer e esperam que cumpram”, disse.

O ex-governador preferiu não apontar culpados. “Aqui não existe isso. Nós fizemos uma boa campanha, fizemos um bom governo, um governo realizador, mas o povo não entendeu que seriamos o nome para representá-lo no senado federal”.

Apesar da derrota de sua candidatura, Wilson Martins comemorou a eleição de três deputados federais do PSB, contra um da eleição passada. “O partido que mais teve voto nominal nessa eleição foi o PSB, para a Câmara Federal e Assembleia Legislativa. Isso é motivo de comemoração. No contexto geral, houve aprovação do trabalho do PSB”, pontuou.

Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade