ad16
DestaquesEsporteGeral

“Fiquei emocionada demais” diz mãe do jogador Rômulo

Volante Rômulo
Volante Rômulo

Convocado pela primeira vez para servir à seleção brasileira, o volante Rômulo Borges, do time do Vasco, se disse surpreso por estar entre os relacionados para disputar o Superclássico das Américas.

Durante as primeiras horas do dia em todos os pontos da cidade de Picos, a convocação do jovem atleta de 20 anos foi o assunto mais comentado nas rodas populares. Na residência da mãe, a comerciante Luciana Borges, parentes e amigos vinham dar os parabéns e compartilhar a felicidade da família.

“Hoje recebi visitas e telefonemas dos meus amigos, minha família. Independente de time, todos torcem pelo Rômulo por ele ser de Picos”, declarou a mãe do jogador, que soube da convocação através do telefonema de um familiar.

Ainda segundo dona Luciana, Rômulo se disse surpreso com a lista do técnico Mano Menezes. “Ele me ligou muito emocionado, disse que não estava acreditando ainda”, disse ela. Para a mãe, esse é um presente de aniversário antecipado para o jogador. O volante faz aniversário no próximo dia 19 de setembro.

Vivendo seu primeiro ano no futebol profissional, Rômulo foi campeão da Copa do Brasil 2011 ao lado do grupo do Vasco. Titular na equipe, o jogador tem apresentado um bom futebol e mantido um desemprenho regular nas partidas disputadas.

SAIBA MAIS SOBRE RÔMULO

Se Rômulo fizesse de sua carreira um álbum de figurinhas, poderia dizer que sua coleção ganhou peças importantes em pouco mais de um ano. Afinal, firmou-se como titular no Vasco, conquistou a Copa do Brasil e, agora, ganhou pela primeira vez uma oportunidade na Seleção Brasileira. E, como se abrisse um pacotinho e tirasse o último cromo que faltava, o menino, ou melhor, o jogador demorou a acreditar na convocação.– Na hora da notícia, não acreditei num primeiro momento. Tive que entrar na internet para ver se era verdade. Quando vi meu nome ali, foi muita emoção. As pessoas me ligando e eu achando que era pegadinha (risos) – disse ele.Além da primeira convocação, entre as mudanças na vida do jogador em tão pouco tempo, há uma que pode parecer pequena, mas significou muito para ele. Como a maioria dos garotos apaixonados por futebol, Rômulo era acostumado a colecionar figurinhas de seus ídolos na infância. Mas, aos 20 anos, sentiu o gostinho de fazer parte, pela primeira vez, de um álbum: o do Brasileirão-2011. Coleção que, inclusive, já completou.– Fiquei muito contente. Hoje, os amigos, as crianças colecionam e têm minha figurinha. É uma coisa que eu não imaginava mesmo. Meu álbum já está completo e eu estou lá (risos) – destacou Rômulo.Talvez ainda seja cedo para pensar em que pose fazer para sair na figurinha de uma Copa do Mundo, por exemplo. Não que ele não vá buscar isso já a partir dessa primeira convocação. Mas, a pedido do LANCE!, Rômulo vestiu a Amarelinha, nesta terça-feira, após o treino, e pareceu ter gostado:– Acho que caiu bem (risos) – falou o jogador, que fará de tudo para virar figurinha fácil nas convocações de Mano Menezes:

– Vou já mostrar meu trabalho para ser convocado mais vezes.

Celebridade na cidade natal

Após a convocação, Rômulo virou uma espécie de celebridade em Picos, sua cidade natal, no Piauí. A fama chegou até o pai do jogador, Seu José Willami, que deu várias entrevistas:– Não tem muita gente famosa que é de Picos. Hoje parece que o Rômulo virou uma celebridade. As rádios, as TV’s… Todo mundo ligando para falar sobre meu filho. Fico muito contente e o povo daqui está orgulhoso – afirmou. José Willami foi o primeiro incentivador de Rômulo. O pai do camisa 37 sempre sonhou em ser jogador de futebol e atuava no Gaturiano, time amador da cidade. Quando Rômulo tinha aproximadamente 14 anos, ele passou a levá-lo para atuar na equipe, mas com uma função diferente da atual: dar passes para os seus gols. História que José lembra com muito carinho.

Rômulo quase foi para o Grêmio

Hoje peça fundamental no esquema do Vasco, Rômulo quase foi parar no Grêmio, em 2006, logo após a Taça São Paulo de Futebol Junior. O diretor executivo Rodrigo Caetano revelou o desejo de ter o jogador no elenco na época em que era dirigente do time gaúcho.– É um jogador que eu já monitorava há muito tempo. Queria tê-lo levado para o Grêmio. Na época, o Porto (PE) pediu alto. No fim deu certo, porque ele pode vir para o Vasco – disse Caetano, que se mostra feliz com a convocação do volante:– Para mim, é gratificante saber que lá atrás eu via potencial no jogador que hoje vai para a Seleção Brasileira. Fico muito feliz por ele e pelo clube.O Vasco tem parte dos direitos de Rômulo, com quem tem contrato de cinco anos.

FONTE: LANCENET

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade