ad16
DestaquesEleições 2018Todas as Notícias

No Piauí, abstenção no segundo turno deverá ser maior que no primeiro

O Piauí possui 2.370.894 eleitores, mas as eleições do primeiro turno deixaram de comparecer 372. 423 mil eleitores que representam 15,71% do total.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral(TRE-PI), desembargador Sebastião Ribeiro Martins, informou que as eleições no segundo turno para presidente da República – que ocorrerá neste domingo – terá abstenções dos eleitores maior do que a registrada no primeiro turno, no Piauí. Deve passar de 15,71%

Ele afirmou que a abstenção será maior porque os candidatos a deputado federal e estadual que mobilizam mais os eleitores já foram eleitos no primeiro turno e não teriam maior envolvimento no segundo turno para atrair eleitores para as urnas.

O Piauí possui 2.370.894 eleitores, mas as eleições do primeiro turno deixaram de comparecer 372. 423 mil eleitores que representam 15,71% do total.

As declarações do desembargador foram feitas no sorteio de seis urnas para a auditoria da votação eletrônica promovida pelo TRE Piauí, na manhã deste sábado, no Plenarinho da Assembleia Legislativa.

O presidente afirmou que foi feito o sorteio das urnas eletrônicas que são auditadas em uma votação paralela. “Esse trabalho é feito com uma urna da capital e cinco no interior do estado e serão auditadas para checar a segurança e confiança da urna eletrônica. Essa auditoria é feita com o objetivo de saber se o voto eletrônico corresponde, efetivamente, ao voto que será chamado no final pela comissão de auditoria pela votação paralela”.

O presidente da comissão de Auditoria da Votação Eletrônica, o juiz José Vidal de Freitas Filho, disse que no primeiro turno foi feita essa mesma auditoria e foi constatado algumas inconsistências entre o voto eletrônico e o voto chamado, mas foi erro da pessoa que votou. “O eleitor na simulação em vez de votar em um candidato votou em outro. O erro foi detectado porque na votação eletrônica paralela todo processo é filmado. Foi verificada a gravação e percebido que o eleitor disse que votou, por exemplo, no número 00 mas, de fato, votou no candidato 01. O eleitor queria votar 00 mas votou 01 e a filmagem mostra o erro que ele cometeu. O voto é filmado do começo ao fim porque é uma simulação”, declarou.

O desembargador Sebastião Ribeiro Martins declarou que a auditoria da votação eletrônica do é segura e não foi detectado nenhuma irregularidade ou inconsistência. Aquelas por erro de votação do eleitor ocorreu nas três urnas auditadas. O desembargador disse que até agora todo o processo tem sido tranquilo e normal e não houve nenhuma prisão ou apreensão de dinheiro nas estradas. Ele falou que 1500 homens do Exército estão fazendo a segurança nas eleições do Piauí em 73 municípios, inclusive com homens do 4º Batalhão de Engenharia e Construção de Barreiras(BA) que estão atuando na segurança das eleições em municípios como Bom Jesus, Cristino Castro, Corrente e Uruçuí. “Até agora está tudo normal”.

Meio Norte

Tags

Leia Também

Publicidade