ad16
DestaquesGeral

Artistas picoenses relatam necessidade de auxílio emergencial para classe

"Há pessoas que sobrevivem da música. Eu sou uma delas. Minha renda é essa", disse o artista.

Com a autorização do auxílio citado pelo Governo do Piauí para os trabalhadores de bares e restaurantes aprovado por unanimidade pela CCJ e pela ALEPI, o Deputado Estadual Marden Menezes, líder da bancada de oposição da Assembleia, propôs uma emenda em que o auxílio emergencial do Governo do Estado se estendesse aos microempreendedores individuais e aos músicos. O valor seria o mesmo: R$ 1.000,00 (mil reais) em uma única parcela ou duas parcelas de R$ 500,00 (quinhentos reais).

A Redação do Portal RiachãoNet conversou com músicos da cidade de Picos para procurar entender como esse benefício os ajudará, já que a classe artística foi uma das que mais sofreu impactos financeiros desde o início da pandemia em março de 2020.

O cantor Fernando Buenos Aires, do grupo Pagode City, falou que toda ajuda é bem-vinda e até já havia se perguntado por que o auxílio ainda não foi remetido aos artistas, já que a classe foi uma das que mais sofreu. Ele enfatizou que para realizar o seu trabalho depende de público, e com os bares, restaurantes e casas de shows fechadas fica difícil para quem depende apenas desse meio. “Há pessoas que sobrevivem da música. Eu sou uma delas. Minha renda é essa”.

Pagode City

Fernando ainda fala que a Secretaria de Estado de Cultura havia feito uma carteirinha para a classe, mas que ele não sabe qual a finalidade dela. Enviou e-mail para ter esclarecimentos, mas que nunca recebeu resposta.

“A Secretaria de Cultura fez uma carteira, um cadastro para o músico. A minha tem a data de emissão de 07/12/2020 e validade até 2024 com a assinatura do secretário. Só que mandaram essa carteira e no e-mail nunca falaram para que serve. Mandei e-mail, mas não responderam, e essa carteirinha tá aí”, disse.

O músico complementa ainda ao falar que: “toda ajuda que vier é bem-vinda. O valor não é alto, mas com certeza ajuda. A gente precisa pagar as nossas contas, arcar com as nossas despesas e esse auxílio ajudaria, sim, muitas pessoas”, finalizou.

O cantor Daniel Costa também fala da importância dos artistas serem inclusos nesse pacote.

Cantor Daniel Costa

“É de grande importância esse auxílio. Essa quantia, digamos assim, não vai dar para salvar a situação, mas vai dar para amenizar as contas, visto que estamos a pouco mais de um ano com nossas atividades comprometidas onde muitos artistas nesse período tiveram até que vender seus instrumentos por não ter nenhuma renda. Eu, por exemplo, tive que me reinventar, fazer alguns bicos já que a música, que é nosso ganha-pão, já não estava mais dando retorno. Então esse valor do auxílio com certeza -não só para mim, mas para muitos – será de grande valia”, destacou.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade