ad16
GeralTodas as Notícias

Brasil ultrapassa a marca de 400 mil mortes pela Covid-19

Uma em cada cinco mortes notificadas no país é decorrente da doença.

O Brasil ultrapassou nesta quinta-feira (29) a marca de 400 mil mortes provocadas pela Covid-19 desde o início da pandemia, conforme dados do consórcio de veículos de imprensa. De acordo com o levantamento, o país atingiu 400.021 óbitos na tarde de hoje, em meio a atrasos da vacinação em diversas regiões e da CPI que investiga a política do governo no combate ao vírus.  

Além disso, o novo indicador surge como peso nesse cenário: uma em cada cinco mortes notificadas no país, sendo 21,7%, desde março do ano passado é decorrente da doença, conforme reportagem do O GLOBO. A reportagem aponta que o índice foi calculado a partir de dados da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen), entidade que representa todos os cartórios do país. 

A primeira morte provocada pela pandemia, computada nos registros oficiais, ocorreu no dia 17 de março do ano passado. Desde aquele mês, o Brasil contabilizou 1.843.281 óbitos totais. A associação assinala ainda que os cartórios são responsáveis pelo fornecimento de dados — e o número, portanto, pode estar defasado — mas relação de um quinto deve permanecer.

Brasil ultrapassa a marca de 400 mil mortes pela Covid-19 (Foto: Reprodução)Brasil ultrapassa a marca de 400 mil mortes pela Covid-19 (Foto: Reprodução)

No Piauí, o número de mortes pela Covid-19 já ultrapassaram as cinco mil, no mês mais letal da pandemia no estado.  O número assustador, que corresponde ao total da população de quase 80 municípios piauienses, foi alcançado na última sexta-feira (26).  Com mais essas mortes, o Piauí chega a média de uma morte a cada duas horas, desde quando foi registrado o primeiro óbito, em março de 2020. 

O índice de abril é tão elevado que já supera em 26,5% o mês de junho do ano passado, que chegou a ser considerado o pico da pandemia. Mas, tanto o Piauí, como o país como um todo, começou 2021 com um recrudescimento dramático nas infecções e mortes pela doença, depois que a taxa de transmissão diminuiu na segunda metade de 2020. Não à toa, já são 2.147 mortes somente neste ano, isso equivale a 43% do total de vítimas por coronavírus no Estado. 

O Globo

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade