CidadeTodas as Notícias
Últimas

Câmara de Picos vota novo projeto da iluminação quinta-feira

O projeto tramita na Câmara de Picos desde o dia 20 de fevereiro e deverá ir a plenário na próxima sessão

Independente de acordo o novo projeto que dispõe sobre custeio do serviço de iluminação pública (Cosip) será votado na próxima quinta-feira, 12. A garantia é do presidente da Câmara Municipal de Picos, Hugo Victor Saunders Martins (MDB), que integra a base de apoio ao prefeito, Padre José Walmir de Lima (PT).

O novo projeto foi enviado pelo prefeito à Câmara Municipal de Picos no último dia 20 de fevereiro e, desde então vem tramitando nas comissões técnicas da casa. Pelo menos quatro reuniões foram realizadas entre as bancadas de oposição e situação e representantes da sociedade civil organizada, mas não houve consenso.

Na última quinta-feira, 5, os vereadores voltaram a se reunir para debater o projeto e foram apresentadas algumas alternativas de mudanças no texto. Agora, depende do prefeito Padre Walmir concordar com as alterações sugeridas para que a matéria retorne a Câmara e seja colocada em votação.

Consumidora denuncia aumento abusivo na taxa de iluminação pública
Consumidora denuncia aumento abusivo na taxa de iluminação pública

Segundo o vereador Antônio Afonso Santos Guimarães Júnior, o Afonsinho (PP), pela nova proposta não haverá mais isenções. As residências que consumirem de zero a 100 quilowatts pagarão uma taxa de R$ 5,00 por mês, enquanto que nas demais faixas houve redução de quase 50% do valor atual.

“Acredito que dessa forma todos sairão ganhando! Vamos conversar com as entidades da sociedade civil organizada para vê se elas concordam com esses novos parâmetros. Sendo conforme o acordado, votarei a favor do projeto, pois haverá mais recursos e todos poderão cobrar da administração investimentos no setor de iluminação pública” – afirmou Afonsinho.

O presidente da Câmara, Hugo Victor Saunders Martins (MDB), disse que na última reunião houve avanços, embora alguns vereadores da oposição, mesmo convidados, resolveram não participar das discussões e continuam decididos a votar contra o projeto.

Como o projeto tem que vir do executivo, as propostas de alterações foram repassadas ao prefeito Padre Walmir e agora depende dele se concorda ou não.

Segundo apurou a reportagem do JP on line, o prefeito Padre Walmir não abre mão de isentar os consumidores de baixa renda, ou seja, aqueles cujas residências estão na casa de zero a 100 quilowatts por mês.

No entanto, mesmo que não haja consenso, o presidente da Câmara, Hugo Victor garantiu que o projeto, ou com as alterações propostas na última reunião ou o original, será colocado em pauta na próxima sessão. “Quem quiser que elabore emendas ou vote de acordo com sua consciência, o que não podermos mais é protelar essa votação”, afirmou.

O coordenador do Fundo Municipal de Iluminação Pública (Fumip), Rômulo Costa, concordou com as alterações propostas na última reunião com os vereadores, mas, ressaltou que a decisão de mudar o projeto é do prefeito Padre Walmir.

Fonte: Jornal de Picos

Tags
LER MATÉRIA COMPLETA

Leia Também