ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesEsporteTodas as Notícias

Candinho usa tempo até returno para maturar erros: “Fazer Picos diferente”

Com três gols no estadual, mesma marca do companheiro de ataque Raphael Freitas, Candinho deu a vitória ao Picos no último jogo do Zangão no primeiro turno do Campeonato Piauiense. E com classe: um chutaço em cobrança de falta da intermediária. O 2 a 1 de virada sobre o Piauí marcou a despedida do Zangão da Taça Estado Piauí.  Sem chances de G-4, o time da Terra do Mel só volta a campo no dia 29 de março, quando começa o returno. Para Candinho, as próximas semanas serão de avaliação dos vacilos vistos no turno. 

– Vamos ver o que errou e fazer um segundo turno totalmente diferente, um Picos diferente. Pecamos muito, tomamos muitos gols, infelizmente por falhas nossas. Mas aqui é assim: quando ganha ou perde não adianta apontar o dedo. Gostaríamos de chegar até a classificação, mas futebol é assim. Vamos aproveitar também para descansar – comentou Candinho, bastante cansado, na saída aos vestiários do Lindolfo. 

A campanha da SEP no turno foi abaixo da expectativa. Além da troca de treinador, saída de Nivaldo Lancuna e entrada de Paulo Moroni, o time pegou 11 gols em seis partidas. O ataque fez oito. Mas o calcanhar de Aquiles do Zangão acabou sendo o Helvídio Nunes. Em casa, nos três jogos como mandante, a equipe não conseguiu vencer: um empate (para River-PI, 2 a 2) e duas derrotas (para Parnahyba e 4 de Julho, ambas por 3 a 1).

Mais uma vez, o Picos virou um jogo. E Candinho fez outro alerta para o returno.   

– Fomos bem. Batemos na mesma tecla sempre de levar gol no inicio do jogo. Planeja tudo, aí desorganiza tudo, não pode acontecer. Mantivemos a postura em campo e no segundo voltou com outra postura, organizou direito. O Piauí teve sete jogadores que estrearam, equipe do Picos está de parabéns pela determinação – concluiu. 

Globoesporte PI 

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade