ad16
DestaquesGeral

Caso Nôndas: Policial Militar confirma em audiência ter seguido carro com esposa de empresário

[ad#336×280]A testemunha Genilton Aleixo de Sousa, policial militar residente em Petrolina Pernambuco confirma ter seguido carro em que estava esposa de um empresário de Jaicós no trajeto daquela cidade ao município de Picos. O policial já havia trabalhado anteriormente naquele município.

O depoimento do policial militar Genilton Aleixo de Sousa foi prestado no dia 26 de novembro de 2013 perante a juíza de direito da Comarca de Paulistana na condição de testemunha do processo que investiga possível participação de Antônia Sousa Andrade (viúva de Epaminôndas Coutinho Feitosa acusada de ter encomendado o crime).

Em audiência o policial militar confirmou ter tomado conhecimento através de seu ex-comandante PM que a vítima Epaminôndas poderia estar tendo algum tipo de relacionamento extraconjugal com a esposa de um empresário de Jaicós.

Acusados no Caso Epaminondas - Foto: RIACHAONET/Romário Mendes
Acusados no Caso Epaminondas – Foto: RIACHAONET/Romário Mendes

Ele contou durante o depoimento que a pedido de seu ex-comandante procurou o empresário na cidade de Jaicós e em determinado dia seguiu a mulher do empresário no trajeto Jaicós a Picos e que teria perdido de vista, quando tentava segui-la, pois o mesmo estava em uma moto.

O depoente confirmou as informações anexadas no processo na oitiva a qual constou. “Não se recorda da data com precisão, mais a mais de três anos foi procurado pelo ex-comandante para procurar o empresário de Jaicós. Se encontrou com o empresário e ele pediu que eu acompanhasse a pessoa para ver se ela iria parar no meio do caminho. Estava de moto e não conseguiu seguir a pessoa até o destino final”, relatou em depoimento.

Ainda sobre o caso, um jornalista da capital do Estado também foi arrolado pela defesa de Antônia Andrade e em depoimento prestado no dia 16 de janeiro, confirmou ter ouvido de fontes policiais que havia uma outra linha de investigação sobre a morte de Epaminôndas Coutinho Feitosa.

O advogado Herval Ribeiro que atua na defesa da acusada de ter encomendado a morte do companheiro Epaminôndas Feitosa disse que não há provas contra sua cliente e que acredita que a mesma não encomendou o crime.

Herval Ribeiro advogado da viúva Antônia Sousa Andrade

“Com a oitiva das duas últimas testemunhas ouvidas, qual seja, o policial militar na cidade de Paulistana e do Jornalista na cidade de Teresina, vai ficando cada vez mais claro e cristalino, que a Senhora. Antônia Sousa de Andrade Rocha não possui qualquer tipo de envolvimento com a morte do seu companheiro Epaminondas, depoimentos estes que reforça o que havia sido dito pelo outro acusado Irinaldo Jose do Nascimento ( Tete), na audiência de instrução e julgamento ocorrido no dia 01 de novembro do ano passado,  que quem o contratou para executar a vitima Epaminondas teria sido “ um homem”, disse o advogado.

Herval falou ainda  que a  defesa nesse momento aguarda a conclusão da realização de algumas diligencias que foram requeridas tanto pela acusação, quanto pela defesa, para depois ser aberto vistas dos autos para apresentação de alegações finais, e então pedir que a acusada Antônia Sousa de Andrade Rocha seja impronunciada, ou seja, não seja submetido a julgamento pelo Tribunal do Júri, uma vez que não possui qualquer tipo de prova e/ou indicio de sua participação no fato que vitimou seu ex companheiro Epaminondas” , disse Herval Ribeiro.

Acusação por meio do advogado criminalista Solano Feitosa em entrevista anterior disse que não precisa de provas robustas e cristalinas para pronunciar a viúva pela encomenda da morte de Epaminôndas e justificou que o próprio Teté confessou na presença de um membro do ministério público e o vídeo é muito claro, de que foi uma confissão espontânea, não foi uma confissão sob coação, na qual ele   cita a mulher da ótica.  ”A própria apólice de seguro que era descontado da própria conta da viúva e não da dele. Porque ele também não tinha um seguro beneficiando ele” ,  disse em entrevista no mês de novembro de 2013.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade