ad16
DestaquesJaicósMunicípiosTodas as Notícias

Corpo de vereador de Jaicós assassinado ainda aguarda liberação no IML de SP

Um irmão de João Messias, que mora em Matão, está cuidando do processo de liberação e ainda não há previsão da chegada do corpo ao Piauí.

O corpo do vereador de Jaicós, João Messias da Costa, morto após ser esfaqueado durante uma briga no estado de São Paulo, ainda segue no Instituto Médico Legal (IML) de Matão, cidade onde ocorreu o crime.

Segundo informações do presidente da Câmara Municipal de Jaicós, vereador João Bosco, um irmão de João Messias, que mora em Matão, está cuidando do processo de liberação e ainda não há previsão da chegada do corpo ao Piauí.

Quando desembarcar em Jaicós, a Câmara Municipal irá realizar uma sessão extraordinária e em seguida, o corpo seguirá para o velório que também será realizado no município.

“Quando o corpo chegar à cidade vai se dirigir para a Câmara, para fazer uma sessão extraordinária de memória ao vereador, e depois o corpo vai ser velado em um estabelecimento de João Messias aqui”, informou o vereador João Bosco.

Ainda de acordo o presidente da Câmara Municipal de Jaicós, Messias Porteira, como era mais conhecido, possuía um comércio em Matão (SP) e durante os recessos da Casa costumava ir para a cidade paulista. Ele deixa uma esposa e quatro filhos.

A prefeitura de Jaicós emitiu uma nota de pesar e decretou luto oficial de três dias na cidade. Outros políticos também se solidarizaram com a perda precoce do parlamentar.

O vereador João Bosco acrescentou ainda que a morte de Messias Porteira causou uma grande comoção em toda a cidade. Sobre sua cadeira na Câmara Municipal, o presidente da Casa explicou que enviará um ofício para o cartório eleitoral comunicando o ocorrido.

“Vamos oficiar para o cartório eleitoral para que ele possa nos informar os suplentes para assumir a cadeira dele”, acrescentou.

Trajetória Política  

João Messias da Costa havia concorrido para o cargo de vereador em 2016 e recebeu 325 votos, sendo o terceiro mais votado da coligação, porém, ele teve o registro impugnado e a votação foi anulada.

Em seu primeiro pleito, ele concorreu pela oposição, no Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e no ano de 2019, João Messias confirmou sua adesão ao grupo político do prefeito Ogilvan da Silva e filiou-se ao Partido Social Democrático (PSD).

Já nas eleições de 2020, ele assumiu pela primeira vez uma cadeira na Câmara Municipal de Jaicós com 526 votos, sendo o quinto vereador mais votado.

O caso

O vereador João Messias da Costa (PSD), do município de Jaicós, a 352 km de Teresina, morreu após ser esfaqueado durante uma briga nesse domingo (31), no bairro Jardim Popular, na cidade de Matão no estado de São Paulo.

Segundo informações da polícia da região, o vereador teve um desentendimento com outro homem na rua e foi esfaqueado no pescoço. A polícia informou ainda que Messias Porteira, como era mais conhecido, chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital.

Já o outro homem envolvido na briga não teve a identidade confirmada, mas a polícia de Matão informou que ele foi preso e está passando por atendimentos médicos sob escolta policial.

Fonte: Cidade Verde/Rebeca Lima

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.