ad16
SaúdeTodas as Notícias

Criança imunizada no interior de SP não teve efeito adverso relacionado à vacina

Uma criança que sofreu uma parada caardiorrespiratória 12 horas após tomar a vacina contra a covid-19 em Lençóis Paulista (SP) teve uma crise de taquicardia que não possui relação com a vacina ou sua aplicação. Um relatório médico divulgado pelo Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) do governo do estado de São Paulo aponta que a criança, de 10 anos, sofre de uma crise congênita rara, que não era de conhecimento da família e que desencadeou o quadro de parada. As informações são do Congresso em Foco.

“A síndrome de Wolff-Parkinson-White, até então não diagnosticada e desconhecida pela família, levou a criança a ter uma crise de taquicardia, que resultou em instabilidade hemodinâmica”, afirmam os autores da nota, antes de concluir, com destaque em negrito: “Não existe relação causal entre a vacinação e o quadro clínico apresentado, portanto, o evento adverso pós-vacinação está descartado”

Na quarta-feira (19), a prefeitura da cidade, a 285 km da capital paulista, havia indicado a suspensão da vacinação. “O Comitê de Enfrentamento à Covid-19 deixa claro que não existe dúvida sobre a importância da vacinação infantil, mas diante do ocorrido será dado esse prazo para o acompanhamento e monitoramento diário das 46 crianças lençoenses vacinadas até o momento”, disse a prefeitura em nota. Já hoje a prefeitura voltou a tratar do tema e, com a resposta dos médicos, retornou o agendamento da vacinação de crianças.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.