ad16
DestaquesPolíciaTodas as Notícias

Delegado diz que técnico de Enfermagem foi espancado até a morte

Marcos Vinícius Lopes teria alegado durante seu depoimento no dia da prisão, que cometeu o ato por uma ‘missão divina’.

Marcos Vinícius Lopes, de 26 anos, preso por ter assassinado o técnico de enfermagem Edigar da Silva Santos, de 49 anos, dentro de uma clínica na cidade de Picos, na última terça-feira (13), foi recolhido para a Penitenciária José de Deus Barros nesta quarta-feira (14). Ele havia sido internado na unidade um dia antes do crime. As informações são do Meio Norte.

Em entrevista ao Meionorte.com, o delegado Marcelo Leal, Gerente de Policiamento do Interior, deu mais detalhes de como aconteceu o crime. Marcos Vinícius Lopes teria alegado durante seu depoimento no dia da prisão, que cometeu o ato por uma ‘missão divina’. Além disso, o delegado confirmou que o acusado matou a vítima por espancamento até a morte. 

“Após golpear o enfermeiro, ele se evadiu da clínica e foi pego nas proximidades do mercado de Picos por populares. A Polícia Militar chegou logo em seguida. Ele foi internado nesta clínica na segunda-feira à noite e na madrugada da terça, sem qualquer motivo razoável, ele espancou esse enfermeiro até a morte. Ele usou as mãos mesmo. Na delegacia ele foi ouvido e relatou à delegada Ágnes, na presença do advogado, que teria feito aquilo para cumprir uma visão divina. Isso por si só já demonstra seu estado de saúde mental.  Ele foi recolhido ao presídio de Picos e estamos aguardando as deliberações da justiça”, explicou. 

O delegado disse ainda que os próximos passos são aguardar as decisões da justiça em relação ao seu estado mental de saúde. “São três caminhos que se abrem: ele vai ser solto ou o juiz converte a prisão dele em prisão preventiva ou então abrem um procedimento de sanidade para verificar onde é o local mais adequado para ele, se no presídio ou em um hospital de tratamento psiquiátrico”, completa. 

Relembre o caso 

O técnico de enfermagem, Edigar da Silva Santos, 49 anos, foi morto por Marcos Vinícius Lopes, 26 anos, na madrugada desta terça-feira (13), enquanto trabalhava na Clínica e Maternidade Anizinha Luz, bairro Ipueiras, em Picos, na região Sul do Piauí. A vítima apresenta lesões pelo corpo, sobretudo na cabeça, que indicam suposto espancamento.

De acordo com informações do major Elias, da Polícia Militar de Picos, Marcos Vinícius estava internado em um dos apartamentos da maternidade, que também atende outras áreas da saúde, além da obstetrícia.

Major Elias informou que, segundo o que foi apurado, a morte aconteceu por volta das 3h da madrugada, horário estipulado por um paciente que disse ter ouvido um barulho que vinha do lado do apartamento onde o corpo fora encontrado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui