ad16
AutoPECASonline24.pt
Geral

Deputada Belê quer impedir despejo de 10 mil famílias

Deputada Belê - Foto: Arquivo Riachaonet

“Essas ocupações trazem transtornos para os proprietários e para os moradores que ocupam hoje terras que pertencem a Universidade Federal do Piauí”. A deputada que acompanha o caso de perto, esteve no Ministério Público do Estado tratando do assunto. “Ouvi depoimentos angustiantes de famílias que temem perder suas casas, são mais 10 mil famílias que já moram nesses bairros há cerca de 20 anos”, relata Belê.A deputada Belê Medeiros (PSB) usou a tribuna hoje (08) para lamentar a decisão da Justiça que determina o cumprimento de 110 ordens de despejo de moradores da zona leste de Teresina. A determinação foi da juíza da 5ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública, Marina Rocha Barros, determinou a reintegração de um terreno à Universidade Federal do Piauí.

A deputada conta que conheceu a luta dessas comunidades através da líder comunitária Socorrinha, da Vila Madre Teresa de Calcutá. “Foi então que soube que muitos moradores passam situações de riscos e se sentem ameaçadoras por funcionários de órgãos da prefeitura, todas as áreas sofrem com pendência na documentação dos terrenos”, afirma Belê.

Para discutir o assunto na assembleia Belê propôs a criação de uma comissão de regularização fundiária e realizou reuniões com os deputados da casa intermediando inclusive outros casos de ocupação de terrenos em Teresina. “No caso dessas famílias da zona leste, vamos reunir a comissão de Regularização Fundiária para produzir um documento a ser apresentado as autoridades responsáveis sensibilizando para evitar o despejo dessas famílias”, disse Belê.

Se cumpridas as ordens judiciais, serão despejadas entre 35 mil e 40 mil famílias residentes nas Vilas Parque Vitória, Dilma Rousseff, Jacinta Andrade, Elmano Ferrer, Francisca Trindade, das Torres, Parque Universitário, Madre Teresa de Calcutá, Urbano Eulálio, Loteamento Naiana e Washington Feitosa, todos na zona leste de Teresina.

“Com a retirada dessas famílias nós assistiríamos a uma outra Batalha do Jenipapo em Teresina, pois essas pessoas iriam lutar para não perder suas moradias. Algumas dessas áreas já receberam investimento do Governo Federal. “Quero tranquilizar essas famílias e dizer que vamos buscar sensibilizar os órgãos competentes no sentido de  tentar barrar a desapropriação dessas famílias”, finaliza Belê.

Ascom

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade