ad16
ConcursosDestaquesTodas as Notícias

Deputados aprovam lei e Piauí passará a exigir curso superior para ingresso na PM

A matéria aguarda agora sanção do governador Wellington Dias (PT), autor da proposição aprovada pelos deputados.

A Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) aprovou, nesta quarta-feira (22), um Projeto de Lei (PL) que torna obrigatório a exigência de curso superior, em qualquer área e reconhecido pelo Ministério da Educação, para ingresso de novos Praças na Polícia Militar (PM-PI), similar ao que ocorre para Oficiais, onde se cobra a formação completa no curso de Direito. 

A matéria aguarda agora sanção do governador Wellington Dias (PT), autor da proposição aprovada pelos deputados. Na mensagem, o Executivo argumenta que a medida não deve causar impacto uma vez que “é notório o aumento relevante de portadores de diplomas de curso superior que ingressaram como praças nos últimos certames”.

“Observa-se que a exigência do ensino superior para ingresso nos quadros do Oficialato e das Praças das Polícias Militares contribui com os avanços que a Instituição vem logrando ao longo da sua história, configurando um fator de impulso para o desenvolvimento da carreira”, completa o texto.

Em aparte, durante a apreciação da matéria em plenário, o deputado Carlos Augusto (PL), que é ex-comandante da PM-PI, destacou que ainda no começo do ano apresentou um indicativo de lei similar ao aprovado agora pela Casa. Para ele, o novo regramento faz “uma correção” na forma de ingresso na polícia.

“Eu vivi a experiência de comandar a PM e percebi o quanto isso restringia a carreira dos nossos policiais formados em contabilidade, ciências da computação, enfermagem, medicina, educação física. Eles estão na Polícia mas com esse impedimento de crescerem em suas carreiras”, argumentou o parlamentar.

É importante destacar que a nova lei não se aplica aos certames públicos da Polícia Militar em andamento no momento da sua publicação.

Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.