ad16
Geral

Descaso: Veja a situação em que se encontra a estrada de Betânia do Piauí destruída pelas chuvas

[ad#336×280]Mesmo com toda repercussão negativa sobre o rompimento da Rodovia PI/459 que se rompeu por duas vezes após fortes chuvas e que deixou a cidade de Betânia no isolamento e a população em apuros o Governo do Estado e os responsáveis pela construção da estrada demonstra não tem o mínimo de interesse de solucionar de fato o problema.

Ocorre que por duas vezes após o rompimento da rodovia PI/459 que fica a 5 Km da cidade e é a principal via de acesso a cidade, foi realizado um serviço paliativo de recuperação da estrada apenas usando uma espécie de aterro com pedregulho, sendo que da primeira vez na primeira chuva após o serviço a água levou o material e deixou a cidade novamente isolada, tendo o município que suspender o inicio das aulas e outros apuros sofrido pela população.

Betânia-Descaso-600x330

Após o segundo rompimento foi realizado outro trabalho (fotos) semelhante ao primeiro na recuperação da estrada, dessa vez não precisou a chuva chegar para levar, bastou apenas veículos trafegarem para se perceber a ineficiência do serviço, onde o buraco aterrado se aprofunda com a passagem dos veículos que tem que reduzir ao mínimo para não sofrer acidentes e apenas um veiculo passa por vez.

estra3

Populares querem saber se esta foi a “Força Tarefa” para solução do problema que foi anunciada pelo Governo do Estado e se empresa Construtora da obra vai ficar assistindo tudo isso sem se manifestar e avisa que o período de chuvas na região ainda não acabou.

Este trecho poderá se romper também se as chuvas voltarem
Este trecho poderá se romper também se as chuvas voltarem

Outro Trecho da PI/459 poderá se romper se as chuvas voltarem, a pista já se encontra bastante danificada com partes laterais (acostamentos) destruídas podendo causar acidentes.

estra5

A placa de sinalização de entrada da cidade foi destruída por um forte vendaval em meados de 2013, continua retorcida e caída ao chão, mesmo após diversas solicitações de conserto aos órgão responsável.

Fonte:FN Notícias

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade