ad16
DestaquesPolíciaTodas as Notícias

Dona de clube onde segurança foi encontrado morto conta versão sobre episódio

O clube fica localizado no povoado Capitão de Campos, na zona rural de Picos.

Na manhã de ontem(18), o caseiro do Clube Chico Vaqueiro encontrou um homem identificado como Vando João dos Santos morto em uma piscina do local. O clube fica localizado no povoado Capitão de Campos, na zona rural de Picos.

Em conversa com a reportagem do RIACHAONET, a proprietária do local, Maria Tamile Ribeiro de Sousa, relatou os fatos que antecederam o ocorrido no referido clube. Segundo Tamile, “o senhor Vando passou a tarde bebendo na companhia de amigos. Por volta das 18 horas seus amigos disseram que ele deixou a chave do carro e saiu a pé, no sentido Aroeiras do Itaim. Nesse momento ele já havia ingerido muita bebida alcoólica e os amigos continuaram bebendo. Quando eles perceberam que ele não havia retornado,  começaram a procurá-lo, inclusive os amigos pegaram uma lanterna e procuraram na piscina. Como não encontraram, eles levaram o carro do Vando pra casa da família dele em Picos. Só depois dos amigos chegarem em casa com o carro e sem o Vando, por volta das 22 horas quando o clube já estava fechado, a família foi nos procurar”.

Vando João dos Santos

Ainda de acordo com relatos de Tamile, “ficamos aberto até às 21 horas e não tinha ninguém na piscina. Estávamos eu e meu esposo, junto com outro cliente sentado bem próximo à beira da piscina, dessa forma não teria como não ter visto um corpo. No horário do desaparecimento dele, o local ainda estava movimentado, nós ou outra pessoa teríamos visto.”, reforça.

Local onde vítima foi encontrada - Foto: PM-PI
Local onde vítima foi encontrada – Foto: PM-PI

Prossegue o depoimento de Tamile: “Ele voltou depois que a gente fechou, talvez pra buscar o carro, ou procurar os amigos e como a cerca do local é de fácil acesso, ele pulou e entrou na piscina. Quando o nosso caseiro acordou por volta as 6h30 pra fazer a limpeza, se deparou com o corpo e imediatamente chamou a mim e meu esposo aí fomos para a delegacia acionar a polícia.”

A proprietária do estabelecimento diz que está prestando toda a solidariedade e assistência e lamenta o ocorrido. Diz também que informalmente já conversaram com a polícia e pretendem reafirmar o que disseram a nossa reportagem em um depoimento assim que forem convocados.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar