ad16
Geral

Ex-comandante da PM de Picos é o responsável por dá fim a violência em bairro de Teresina

[ad#336×280]O coronel Sousa Filho, que comanda a intervenção no bairro Promorar, explicou que desde a sexta-feira (22), 60 militares estão reforçando a segurança na região. Segundo ele, foram realizadas 995 abordagens, que resultaram na notificação de 28 veículos irregulares, 19 veículos e 4 armas apreendidos além de 6 pessoas presas.

“Temos um apoio do grupamento aéreo, canil, e de todos os batalhões. Vamos ficar na região por tempo indeterminado”, declarou em entrevista coletiva à imprensa nesta segunda-feira (24). O militar acrescenta que os presos não tinham relação com os homicídios das vilas Jerusalém e Irmã Dulce, mas com porte ilegal de arma e drogas.

O comandante de Policiamento da Capital, coronel Alberto Menezes, declarou que mesmo com o reforço da PM na intervenção no bairro Promorar, o restante da cidade não ficará desprotegido. “Não vamos abandonar Teresina. Já estamos seguindo um cronograma especialmente voltado para esse período de carnaval e toda a cidade estará coberta”, declarou.

Coronel Sousa Filho - Evelin Santos/Cidadeverde.com
Coronel Sousa Filho – Evelin Santos/Cidadeverde.com

Sobre os homicídios, Menezes afirmou que a violência é imprevisível. “Até as 14h de domingo, estava tudo tranquilo. Houve essa tentativa de homicídio contra um, mas acabaram matando outra pessoa. São criminosos da Nova Jerusalém que acabaram indo para a Irmã Dulce”, acrescentou.

O comandante de operações especiais da PM, coronel José Fernandes Albuquerque, os números da operação durante o final de semana são positivos. “Na área especifica não tivemos ocorrência que comprometesse a operação. A nossa intenção é permanecer o maior número de dias no Promorar para dar tranquilidade à população”, informou.

PM em números
Na coletiva, o coronel Sousa Filho destacou o número de operações da PM no ano de 2013 e nos primeiros meses de 2014. Segundo ele, a Polícia Militar tem 5.700 homens e no ano passado realizou 214 mil abordagens bem sucedidas. “Já nesse ano foram 23.600 abordagens”, completou.

21 anos de PM
Erotildes Messias de Sousa Filho, o tenente coronel Sousa Filho, tem atualmente 39 anos de idade e 21 de Polícia Militar.

Ele foi comandante do Bope por cinco anos, chefe da 2ª Seção de Inteligência e comandante do Batalhão de Picos. Já atuou também no Batahão de Piripiri.

Em entrevista ao Cidadeverde, o comandante declarou que não se vê como interventor, mas sim como um coordenador de ações. “E tenho consciência que só isso não basta. É preciso resolver a questão social e a Secretaria de Segurança Pública está cuidando também dessa parte”, comentou.

Sousa Filho defendeu ainda leis mais severas. “É como enxugar gelo, mas temos que enxugar porque senão vira uma poça d’água e será impossível resolver. O que sabemos, como polícia, é que o país precisa de leis mais severas, que mantenha os criminosos presos”, finalizou.

Fonte: Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade