ad16
DestaquesPolíciaTodas as Notícias

Família de jovem encontrado carbonizado em Aroeiras do Matadouro cobra resposta da polícia sobre o caso

Acompanhado de um advogado, os familiares conversaram com o delegado titular da Delegacia de Homicídio, Tráfico de Drogas e Latrocínio (DHTL), Agenor Ferreira Lima

A família de José Leidivando Douglas de Sousa, 27 anos, mais conhecido como “Pigo”, esteve na Delegacia Regional de Picos nessa sexta-feira (30) para cobrar da Polícia Civil a elucidação do caso. O jovem foi encontrado carbonizado no último dia 5 de junho em um terreno baldio, no bairro Aroeiras do Matadouro.

Acompanhado de um advogado, os familiares conversaram com o delegado titular da Delegacia de Homicídio, Tráfico de Drogas e Latrocínio (DHTL), Agenor Ferreira Lima, e cobraram uma resposta sobre o caso.

Francisco das Chagas Sousa, primo da vítima- Foto: Romário Mendes

“Acreditamos na justiça e viemos aqui hoje falar com o Agenor. O que a família quer é simplesmente saber as razões pelas quais o Leidivando foi assassinado, porque a família não acredita que foi um crime simples e sim uma coisa premeditada. O Estado nos deve uma satisfação, dizer o que aconteceu e uma punição para os culpados. É isso que queremos. Estamos cobrando e vamos até a última instância para que este crime seja elucidado”, disse Francisco das Chagas Sousa, primo da vítima.

O advogado da família, Júlio Cesar Sales de Barros, falou que foi um crime bárbaro que aconteceu na cidade e que não só a família, mas a sociedade cobra respostas sobre o caso. “É muito importante a elucidação desse fato para que a gente chegue um resultado e que não venha mais acontecer este tipo de delito aqui na nossa cidade”, frisou.

Júlio Cesar reiterou ainda que o sentimento da família é de impunidade e de injustiça e que aguarda ansiosamente uma resposta por parte da polícia.

Investigação em andamento

O delegado Agenor Ferreira Lima informou que aguarda alguns laudos e a polícia está tomando todos os procedimentos necessários para concluir de forma satisfatória o inquérito. “Existe uma cautela para que a gente faça o procedimento de forma correta e consiga as provas de forma que se torna induvidoso a autoria”, pontuou.

O crime

O corpo de José Leidivando Douglas de Sousa, 27 anos, mais conhecido como “Pigo”, foi encontrado carbonizado em um terreno baldio no bairro Aroeiras do Matadouro, em Picos. A vítima estava desaparecida desde a noite anterior.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade