GeralTodas as Notícias

Governo autoriza R$ 7 milhões em planos de investimentos no Semiárido

O Semiárido do Piauí foi contemplado, nesta segunda-feira (29), com a assinatura de 30 Planos de Investimentos Produtivos (PIPs), pelo projeto Viva o Semiárido, executado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), uma agência da Organização das Nações Unidas (ONU).

Com a assinatura destes planos, o Governo do Estado, por meio da SDR, autorizou um investimento de R$ 7 milhões para cerca de mil famílias de agricultores familiares do Semiárido piauiense. Serão atendidas áreas de produção nos setores da cajucultura, ovinocaprinocultura, mandiocultura, apicultura, fruticultura irrigada, avicultura, piscicultura, artesanato, suinocultura e beneficiamento de frutas.

Governo autoriza R$ 7 milhões em planos de investimentos no Semiárido- Foto: Larissa Machado

O evento contou com a presença de dois representantes do fundo internacional. Para o gerente de projetos Fida no Brasil, Paolo Silveri, foi um momento muito importante, porque as famílias que receberão o benefício terão a possibilidade de potencializar sua produção, produzir de forma mais eficiente, aumentar suas capacidades de gestão e, sobretudo, ter acesso ao mercado. “Também é muito relevante ver um projeto que teve muitas dificuldades para ser implantado, mas que, neste governo, teve a capacidade e visão para estarmos assinando estes 30 planos de investimentos. São os últimos, uma vez que o projeto já está quase que completamente executado um ou dois anos antes de finalizar. Este é um dos motivos da liberação do aditivo de 40 milhões de dólares, sendo metade por parte do Fida  e outra do Governo do Estado”.

Paolo Silveri enfatizou ainda que o PVSA passou de menos para o mais eficiente, tornando-se modelo para os demais. “É um dia muito especial, porque é quando se visualiza o trabalho que só os técnicos têm acesso. E em momentos como este o grande público tem a chance de ver o quanto está sendo feito pelo semiárido piauiense”.

Já o secretário de Desenvolvimento Rural, Francisco Limma, ressaltou que várias áreas de produção receberam investimento, aumentando a capacidade de convivência no Semiárido e também da renda destas famílias. “Outro ponto a ser destacado é o crescimento da participação de mulheres, jovens, quilombolas nos planos, chegando a termos PIPs exclusivos destes públicos. Estamos chegando a 150 planos de investimentos assinados, atendendo a 6 mil famílias com um investimento de R$ 25 milhões”.

Durante o evento, que encerrou nesta terça-feira (30), foi realizada capacitação para os dirigentes das associações contempladas com a assinatura destes termos, onde foram repassadas informações básicas sobre a aspectos da implementação dos planos de investimento produtivos no que se refere a gênero, gestão associativa, convivência com o Semiárido. Também foi tratado sobre contratos de serviços e prestações de contas.

Sobre a qualificação, Marineide Francisca do Nascimento Bispo, da Comunidade Quilombola Caraíbas, município de Isaías Coelho, afirmou que é de grande relevância para comunidade. “Através destas palestras adquirimos conhecimentos, principalmente na área de gestão, que serão levados às  comunidades”.

A comunidade de Marineide Bispo possui 45 sócios, sendo 35 mulheres e 10 jovens. Eles serão beneficiados com investimento de R$ 339.743,07 para fomentar a apicultura.

Fonte: CCOM PI

Tags
LER MATÉRIA COMPLETA

Leia Também