ad16
AutoPECASonline24.pt
https://ead.uninta.edu.br/
SaúdeTodas as Notícias

Hospital Regional Justino Luz solicita a lavratura de segundo Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pela divulgação de FAKE NEWS

O Hospital Regional Justino Luz (HRJL) vem sendo alvo de falsas notícias, as chamadas FAKE NEWS, que espalham mentiras e dificultam a divulgação de informações e orientações verdadeiras pelas autoridades à população.  Em um vídeo divulgado nesta terça-feira, 2 de junho de 2020, em aplicativo de bate-papo pelo comerciante Pepeu Parreiras, como o mesmo se identifica, ele traz inverdades sobre a estrutura do HRJL. No vídeo, ele relata o atendimento ao seu filho que sofreu um acidente, mas faz afirmações de que falta Equipamentos de Proteção individual – EPIs e Oxigênio para atendimento de pacientes no Centro Cirúrgico e na UTI do hospital.

Contudo, ao contrário do divulgado pelo autor da Fake News, os EPI´s são entregues diariamente aos funcionários deste HRJL de acordo com o setor de lotação, conforme o protocolo do hospital, elaborado seguindo as orientações do Ministério da Saúde E DA Secretaria de Estado da Saúde. Até o momento, ao contrário do que afirmou o autor, não houve qualquer carência dos equipamentos de proteção, estando referido protocolo sendo cumprido integralmente.

Advogado Auderi  Martins, assessor jurídico do Hospital Regional de Picos

No que tange à alegada falta de Oxigênio, a mesma também não procede. Apenas nos últimos 30 (trinta) dias, este HRJL recebeu 07 (sete) remessas de Oxigênio, em quantidade suficiente para atender às necessidades.

Há cerca de dois meses a assessoria jurídica do HJRL alertou sobre a incidência da Contravenção prevista no artigo 41 da Lei das Contravenções Penais, relacionada à divulgação de notícias falsas envolvendo o hospital, principalmente no que diz respeito ao combate da Covid-19.

Por essa razão, o advogado Auderi  Martins, assessor jurídico do Hospital, encaminhou o caso à polícia civil, com as provas de que as informações divulgadas pelo Sr. Pepeu são falsas. Com a divulgação da Fake News em questão, o autor do vídeo deverá agora prestar esclarecimentos junto à autoridade policial.

Esse é o segundo caso de TCO que o Hospital encaminha por a disseminação de falsas notícias, o primeiro foi denúncia feita por funcionários que divulgaram mensagens falando também da falta de EPI’s, que foi provado à inverdade.

O Justino Luz é referência na macrorregião no atendimento a pacientes portadores de Covid-19, e a divulgação de informações falsas pode causar uma sensação de insegurança nas pessoas em procurar um serviço especializado. O hospital conta com o apoio da população para conter a disseminação de notícias inverídicas.

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui