ad16
GeralTodas as Notícias

IBGE: Piauí atinge maior taxa de desemprego desde 2012, mas índice é o menor do Nordeste

A pesquisa também revelou que houve uma redução de 17,5% do número de empregadores no estado.

No Piauí, a taxa de desemprego chegou a 14,5% no primeiro trimestre de 2021segundo a pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Trata-se do maior índice registrado no estado desde 2012.

Apesar do crescimento da taxa de desocupação no Piauí, ela ainda é a menor entre os estados do Nordeste e inferior ao índice nacional, que é de 14,7%, o que representa 14,8 milhões de desocupados no país.

Confira a taxa de desemprego nos demais estados do Nordeste:

  • Ceará: 15,1%
  • Rio Grande do Norte: 15,5%
  • Paraíba: 15,8%
  • Maranhão: 17%
  • Alagoas: 20%
  • Sergipe: 20,9%
  • Bahia: 21,3%
  • Pernambuco: 21,3%

A pesquisa também apontou um aumento do número de desalentados, que são aquelas pessoas que possuem 14 anos ou mais que deixaram de procurar trabalho porque acreditavam que não iriam encontrar. Entre o último trimestre de 2020 e o primeiro trimestre de 2021, o número de desalentados subiu de 182 mil para 231 mil, o que representa um crescimento de 27,4%.

A pesquisa do IBGE revelou que 12 estados registraram recorde da taxa de desemprego, sendo que a maioria deles são das regiões Norte e Nordeste: Rondônia, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Goiás.

Já em relação às pessoas que possuem o próprio empreendimento e que têm pelo menos um empregado, dados do IBGE revelaram que, entre o último trimestre de 2020 e o primeiro trimestre de 2021, reduziu em 17,5% o número de empregadores no Piauí. Isso representa 7 mil pessoas a menos desempenhando essa ocupação.

G1 PI

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade