ad16
DestaquesIpiranga do PiauíTodas as Notícias

Ipiranga do Piauí: Inscrições Abertas para o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV)

As inscrições podem ser feitas na sede do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), no bairro Santa Catarina. As inscrições estarão disponíveis a partir do dia 10/03 até o dia 12/03.

A Coordenação Geral do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, da Prefeitura Municipal de Ipiranga do Piauí estão com as inscrições abertas para o programa. As inscrições podem ser feitas na sede do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), no bairro Santa Catarina. As inscrições estarão disponíveis a partir do dia 10/03 até o dia 12/03.

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) é um trabalho de competência da Secretaria de Assistência Social através do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), que conta com uma equipe de profissionais qualificados, prontos para atender os idosos, as crianças e adolescentes participantes do programa.

Foto: Reprodução

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) é um conjunto de serviços realizados em grupos, de acordo com o seu ciclo de vida, e que busca complementar o trabalho social com famílias e prevenir a ocorrência de situações de risco social. Além disso, o SCFV fortalece as relações familiares e comunitárias e promove a integração e a troca de experiências entre os participantes, valorizando o sentido de vida coletiva. É realizado por meio do Serviço de Proteção e Atendimento Integral às Famílias (PAIF) e do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado às Famílias e Indivíduos (PAEFI).

Foto: Reprodução

O programa se destina para grupos de crianças, adolescentes, adultos e idosos. Os serviços ofertados vão de desenvolvimento de atividades com crianças, familiares e comunidade, para crianças de até 6 anos e o desenvolvimento do protagonismo e da autonomia das crianças e adolescentes, a partir dos interesses, demandas e potencialidades dessa faixa etária que é de 6 a 15 anos. Nessa última, os serviços inclui crianças e adolescentes com deficiência, retirados do trabalho infantil ou submetidos a outras violações, cujas atividades contribuem para resignificar vivências de isolamento e de violação de direitos, bem como propiciar experiências favorecedoras do desenvolvimento de sociabilidades e na prevenção de situações de risco social.

O grupo de adolecentes e jovens de 15 a 17 anos estão inclusos nos serviços socioeducativo para o fortalecimento da convivência familiar e comunitária, que contribui para o retorno ou permanência dos adolescentes e jovens na escola, por meio do desenvolvimento de atividades que estimulem a convivência social, a participação cidadã e uma formação geral para o mundo do trabalho. Em sua maioria, são jovens cujas famílias são beneficiárias do Programa Bolsa Família, estendendo-se também aos jovens em situação de risco pessoal e social.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade