ad16
DestaquesGeralPapo de EmpreendedorTodas as Notícias

Janeiro e Fevereiro: Os meses sombrios do varejo. Como vencer?

Ano novo sempre traz um ar de otimismo, positividade e sede por mais prosperidade, mas começo de ano não deve ser somente momento de expectativas. Quem trabalha com vendas sabe que deve manter os pés no chão nos primeiros meses do ano e trabalhar com estratégia, paciência e planejamento.

Janeiro e Fevereiro são considerados sombrios para o comércio de um modo geral, e podemos atrelar isso a vários fatores enraizados: é momento em que muitas pessoas poderão estar de férias, outras que estarão pagando ainda pelos custos das viagens de fim de ano, impostos, entre vários outros fatores; e do outro lado, é quando as empresas mais precisam vender depois de todos os custos com 13º e férias, por exemplo.

Esses dois meses iniciais são críticos também para os consumidores, por ainda serem reflexo dos gastos dos dois últimos meses do ano, e assim, toda e qualquer compra é repensada e de preferência adiada para os meses posteriores.  

Normalmente não seriam meses ruins para todo mundo. Fornecedores de materiais escolares e adereços e artigos carnavalescos por exemplo, em épocas ‘normais’, estariam comemorando a onda crescente de vendas, mas devido à era pandêmica que ainda estamos enfrentando, também estão sofrendo com a “tempestade mercadológica”.

COMO VENCER?

A verdade é que não existe uma receita mágica, até porque é um fenômeno de mercado que vai além do nosso controle, e para a maioria das empresas os dois primeiros meses jamais se equiparão aos demais períodos, mas é possível se sobressair e se destacar se atentando à algumas variáveis.

SUPERE O DESAFIO DA INTERFERÊNCIA SAZONAL MERCADOLÓGICA NO SEU NEGÓCIO!

Separei 7 dicas de ouro para te ajudar nesse desafio e vestir sua armadura contra essa crise sazonal:

1 – Prospecte, mais do que nunca

Essa é uma ação poderosíssima, mas depende de uma boa organização interna para fluir corretamente; Essa prospecção pode ser realizada de várias formas, mas na nossa região eu indico as seguintes: Whatsapp, ligação ou presencialmente.

Para essa ação acontecer de forma organizada, sua empresa deve ter um banco de dados dos clientes, mais conhecido como CRM – que consiste em uma armazenagem de informações dos clientes como: nome, telefone, e-mail, endereço e histórico de compras, para que assim haja um relacionamento com eles.

Com isso, é possível criar uma agenda de prospecções, no qual conterá uma lista de clientes para ligar, enviar mensagem ou agendar visitas para prospectar novas vendas. Escolha alguém da equipe que você considere comunicativo e persuasivo para realizar essa missão e é sucesso na certa!

2 – Hora de fazer liquidações

Se for possível, renove o seu estoque! Estamos vivendo um momento peculiar quanto a isso, pois há uma grande possibilidade de vivenciarmos uma Greve dos Caminhoneiros, o que é um fato novo posterior à falta de matéria prima nas indústrias que tem impedido os envios de novos produtos às lojas. Então, SE POSSÍVEL, renove seu estoque!

E com isso, libere seu estoque antigo fazendo promoções, liquidações e movimente o que está parado.

3 – Publicidade é seu maior aliado

Em tempos difíceis, as empresas do Vale do Guaribas tendem a ter o comportamento unânime de cortar gastos, o que não está errado, exceto quando consideram o marketing e publicidade como um. Agindo assim você está tirando seu maior aliado de cena! A ressalva é que pode se tornar um gasto se a verba estiver sendo utilizada da maneira errada, e daí a importância de ter os profissionais corretos do seu lado nessa missão.

A publicidade é o conjunto de ações que carregam a missão de tornar algo público, divulgar e fazer com que as pessoas certas sejam atingidas com seu anúncio.

O marketing é a ciência que reúne todas as ferramentas para o cliente chegar até você, comprar e permanecer como cliente.

A união das estratégias corretas unidas à disposição de investir nas ações resultam em bons números, e por isso deve ser vista como aliada do seu negócio, para ajudar a propagar o que você vende, sua marca e auxiliar na fidelização com a ajuda dos especialistas em marketing.

4 – Fidelizar deve ser missão cumprida

Fidelizar é ter em mente a todo momento que você quer que o cliente volte, e para isso acontecer , um conjunto de ações devem ser executadas. Nessa matéria sobre atendimento reuni várias dicas que te ajudarão na fidelização de clientes, no ato do atendimento.

Fidelizar é garantir que o cliente vai voltar, e realizar ações que tenham esse foco trarão resultados positivos nas suas vendas, independente período.

5 –  Up-selling e Cross-selling – Técnicas de Pós venda

Se trata de técnicas de venda ao qual se vende algo mais para o cliente. – Importante não confundir com venda casada, que é uma técnica proibida pelo Código de Defesa do Consumidor. –

Cross-sellig – é quando você oferece algum produto ou serviço complementar que o cliente não estava esperando que fosse apresentado;

Up-selling – Quando se expõe opções de produtos ou serviços ao cliente que são consideradas Premium, mais caros, o encorajando a gastar mais do que estava esperando.

Um exemplo de Cross-selling é quando você vai comprar uma camisa e lhe é oferecido uma bermuda para complementar o look; já um exemplo de Up-selling é quando você vai comprar um jogo de pneus novos e o vendedor te oferece um jogo de rodas ultramoderno.

São técnicas simples que fazem uma grande diferença .

6 – Busque novos produtos e oportunidades

Procure um Oceano Azul, busque navegar aonde ninguém ainda navegou e destaque-se! Inovar é obrigatório para quem quer sobreviver no mercado, e estar atento às necessidades novas do seu público faz toda diferença.

Para conseguir fazer isso, pergunte, ouça, realize pesquisas; até mesmo enquetes no Instagram podem ajudar. O importante é manter as anteninhas ligadas para as novidades.

7 – Engaje sua equipe

Sua equipe deve saber da importância de dar o melhor de si nesse período, assim como você como empresário deve saber da importância da equipe todos os dias.

Realize treinamentos, motive, engaje e mostre o quanto são importantes, já que realmente são!

Quem está no dia a dia com o cliente tem o poder de ganhar como também tem o poder de repelir, depende da sua gestão e cultura organizacional.

Conclusão

É quase impossível passar ileso nesse período sombrio dos negócios, mas o importante é não ficar só na cadeira reclamando e cobrando vendas da equipe. Uma reunião de fatores ajudarão a vencer e sobreviver esse período crítico, basta AGIR!

Como vimos, algumas ações e práticas simples podem ajudar você a vender mais nesse início de ano. Fuja do convencional e destaque-se!

Colunista
Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade