CidadeDestaques

Com FPM retido, Kleber confessa que não há recursos para repassar à Câmara de Vereadores

[ad#336×280]O prefeito de Picos, Kléber Eulálio (PMDB), voltou a destacar a extrema dificuldade financeira vivenciada na cidade que administra. Ele afirma que os cofres estão zerados e que não há como repassar verba para a Câmara de Vereadores.

“No último dia 10 foi bloqueado R$ 558 mil do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) para pagar dívidas do INSS. Agora foram bloqueados mais R$ 201 mil e acredito que mais dinheiro será bloqueado para sanar a dívida”, explicou o gestor.

Kleber Eulálio mostra extrato do FPM
Kleber Eulálio mostra extrato do FPM

Kléber Eulálio ressaltou que a dívida do município com o INSS soma mais de R$ 35 milhões. “Estou renegociando esse valor porque é um débito de antes do dia 31 de outubro. Vou à Receita Federal tentar parcelar esse valor. Vou também acionar o TCE e o TCU (Tribunal de Contas do Estado e Tribunal de Contas da União)”, acrescentou.

O gestor comentou ainda que não terá como repassar recursos para a Câmara de Vereadores de Picos. “Esse valor deveria ser repassado dia 20 de janeiro, mas eu não tenho o que repassar e também não tenho como pagar os credores da prefeitura. Estamos em extrema dificuldade financeira”.

As declarações foram dadas em frente à casa do governador do Piauí, Wilson Martins (PSB), durante a espera da presidenta Dilma, que desembarcou em Teresina às 13h de hoje (18) no aeroporto Petrônio Portela, após visita à cidade de São Julião. Com informações do Cidade Verde

Tags
LER MATÉRIA COMPLETA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também