DestaquesGeral

Caso Titico: acusados serão ouvidos em nova audiência

[ad#336×280]A audiência de instrução e julgamento dos dois acusados pela morte do vereador Francisco de Assis Pio da Silva, o Titico Barbosa, realizada nesta sexta-feira (18) durou cerca de 9 horas. Ainda assim, os interrogatórios mais esperados pelo público foram adiados.

Josimar Lima Nunes, o “Mazinho”, e seu pai, José Gonçalves Nunes, o “Zé Neto”, acusados na Justiça pela morte de Titico, deverão ser os protagonistas da nova audiência marcada para o dia 4 de fevereiro, com início previsto para as 9h. As testemunhas da defesa também serão ouvidas nessa data.

Mazinho e Zé Neto, acusados de assassinar o vereador Titico Barbosa
Mazinho e Zé Neto, acusados de assassinar o vereador Titico Barbosa

“Uma audiência dessas é exaustiva, nós estamos terminando neste horário [19h30] e não temos sequer verba para alimentação. E ainda faltavam as testemunhas de defesa e os interrogatórios. Isso faz com que a gente não tenha mais condições de trabalho”, pontuou o juiz que presidiu a audiência, Geneci Benevides, titular da 3ª e 5ª Vara da Comarca de Picos. Ele lembrou que as dificuldades citadas impedem que a audiência ocorra “de forma única, como prevê a lei, exceto em casos de pouca repercussão midiática e pouca quantidade de pessoas a serem ouvidas”.

Herval Ribeiro - Foto: Edvan Araújo
Herval Ribeiro – Foto: Edvan Araújo

Acusação

Em entrevista, Herval Ribeiro, advogado da família do vereador Titico, afirmou que a expectativa maior para a próxima audiência está no depoimento do interrogatório de “Mazinho” e “Zé Neto”. “Queremos saber se eles vão continuar mentindo, como fizeram na fase inquisitorial, ou se vão dizer a verdade, o que realmente aconteceu no dia 14 de outubro [de 2012]”, declarou.

Para o advogado, a tese apresentada pelos acusados de que o crime foi praticado em legítima defesa foi desmontada. “O ‘Mazinho’ alega uma legítima defesa, mas de todas as testemunhas que foram ouvidas hoje nenhuma deixa a possibilidade de legítima defesa. Já seu pai, ‘Zé Neto’, apresenta uma tese de que não portava nenhuma arma e que não efetuou nenhum ato de agressão contra o vereador. E hoje, durante a instrução processual ficou comprovado que o José Gonçalves Nunes, o ‘Zé Neto’, portava uma espingarda calibre 12, portava uma faca e efetuou disparos de arma de fogo contra o vereador Titico, efetuou também golpes de faca contra o vereador Titico e contra o Francisco Pio da Costa, o ‘Chiquinho’”, afirmou.

O advogado espera que o caso seja levado ainda em 2013 ao Tribunal do Juri, dependendo apenas de decisões processuais e decisões de recursos que possam ser impetrados pela defesa.

Nazareno Thé
Nazareno Thé

Defesa

Para Nazareno Thé, advogado de defesa de “Mazinho” e “Zé Neto”, os depoimentos das testemunhas de acusação foram previamente coordenados. “Todos aqueles depoimentos foram coordenados. Todos disseram coisas iguais, uma coisa toda padronizada. Depoimentos espontâneos não são desse jeito”, declarou. O advogado ainda afirmou que “a justiça tem que ser séria. A colheita de provas e depoimentos tem que ser séria. A justiça está decidindo sobre a liberdade das pessoas, sobre a vida das pessoas”.

Já no início da audiência, Nazareno Thé protestou e pediu o seu adiamento em virtude da ausência da arma de fogo encontrada no porta-luvas do veículo do vereador Titico Barbosa no dia do crime. O pedido foi negado.

Para Nazareno, a defesa sai prejudicada. “Esse é um dos motivos que a defesa tem para mostrar que o Titico sempre andava armado, e arma que ele andava é uma arma de origem estrangeira, proibida no Brasil”, disse.

Sobre o fato, Herval Ribeiro acrescentou que “a arma não faz parte do crime. O que se apura nesse processo é a culpabilidade de quem teria matado Titico Barbosa, de quem teria tentado contra a vida do ‘Chiquinho’ e lesionado a ‘Vanessa’”.

O Crime

O vereador Titico Barbosa foi assassinado a tiros e golpes de faca em 14 de outubro de 2012, no povoado Angical dos Domingos, zona rural de Picos, quando comemorava sua reeleição para o terceiro mandato consecutivo na Câmara Municipal de Picos.

Tags
LER MATÉRIA COMPLETA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também