ad16
https://ead.uninta.edu.br/
AutoPECASonline24.pt
DestaquesGeralTodas as Notícias

Mais de um mês foragido, acusado de assassinar Tantonho Silva é preso em Santo Antônio de Lisboa

O mecânico, Jader Moura Coqueiro, mais conhecido como “Jordão”, estava foragido da penitenciária Major César, na Capital Teresina, desde o dia 13 de outubro do corrente ano. O mesmo foi preso na manhã do último domingo, 22, na cidade de Santo Antônio de Lisboa filmando uma residência, supostamente para a prática de um assalto.

Jader é acusado de participar do assassinato que tirou a vida do radialista e promotor de eventos Tantonho Silva, morto no dia 07 de maio de 2007. Ele chegou a ser condenado a 20 anos de prisão, mais foi posto em liberdade pelo Poder Judiciário.

Homens presos que estavam filmando a residência - Foto: Paula Monize
Homens presos que estavam filmando a residência – Foto: Arquivo Polícia

No domingo, foi novamente detido após na companhia de dois homens identificado como Carlos Norberto, conhecido como Bebeto, e Ítalo Silva Lopes serem avistados pela Polícia filmando uma residência de um grande empresário do município de Santo Antônio de Lisboa.

Segundo o comandante do 4º BPM de Picos, Wagner Torres, Grupamento da Polícia Militar da cidade acionou a PM de Picos informando que três elementos estavam com atitude suspeita.

“Policiais se deslocaram até o local, e eles disseram está testando o celular. O Policial pediu o celular e quando viu já haviam mais de três minutos gravados. Pedi ao cabo Paulo que mantivesse os elementos na Delegacia para conferir se haviam passagens pela Polícia, aí veio a confirmação que se tratava do Jader foragido da Major César, e Carlos Alberto que estava em liberdade há 20 dias”, disse o comandante Wagner Torres.

O outro suspeito Carlos Norberto também é foragido Major César. O mesmo havia sido detido em Picos, em maio deste ano.

O diretor do presídio José de Deus Barros, Sinval Hipólito, explica  que os suspeitos estão presos na Delegacia Regional de Picos, e devem ser encaminhados para o presídio José de Deus Barros.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade