ad16
AutoPECASonline24.pt
https://ead.uninta.edu.br/
GeralTodas as Notícias

“Não é o Ministério Público que vai quebrar o Estado”, diz Procuradora

A Procuradora-Geral de Justiça Zélia Saraiva Lima demonstra apreensão nessa reta final da análise e aprovação da Lei Orçamentária Anual de 2015 com a possibilidade de corte substancial na proposta orçamentária apresentada à Assembleia Legislativa do Piauí.

A Procuradora ressalta que sendo o Ministério Público uma instituição que se estende por todo o Estado do Piauí, na defesa da sociedade e dos mais elevados interesses sociais, a sua proposta orçamentária é justa e adequada, pois somente contempla as necessidades básicas de manutenção e crescimento do órgão.

Zélia Saraiva Lima, procuradora-Geral de Justiça - Foto: ASCOM
Zélia Saraiva Lima, procuradora-Geral de Justiça – Foto: ASCOM

Zélia Saraiva afirma que seria um retrocesso reduzir a proposta orçamentaria a um valor insuficiente para cobrir as despesas correntes do Ministério Público no ano de 2015.

“Vejo com muita apreensão, porque o Ministério Público elaborou uma proposta orçamentária enxuta, que somente contempla as nossas necessidades financeiras básicas para pagamento de pessoal e investimentos em infraestrutura e construção de sedes próprias, despesas todas previstas na lei de diretrizes orçamentárias e no plano plurianual. Ou seja, não há previsão de despesas supérfluas, inúteis ou desnecessárias na proposta orçamentária do Ministério Público”, afirma Zélia Saraiva.

A votação do Orçamento Geral do Estado para 2015 será realizada nesta segunda-feira (15), na Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa do Piauí.

*Com informações da ASCOM

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade