CulturaTodas as Notícias

“Não sou o segundo Shaolin, sou o primeiro Lucas Veloso” diz humorista

Na noite deste sábado (17), o projeto Terapia do Riso abriu sua temporada 2018 com Lucas Veloso. Com plateia cheia, o ator e humorista proporcionou momentos de muita descontração por suas abordagens do cotidiano e imitações surpreendentes de artistas como Caetano Veloso, Luan Santana, Zezo, Pablo Vitar e o rei do pop Michael Jackson. Esta foi a primeira vez que o jovem se apresentou em Picos.

Sobre o show, Lucas contou que a avaliação sempre é feita pela plateia e que Picos o acolheu de braços abertos. Com relação a sua constante ascensão como humorista e como ator, ele atribui ao esforço que vem empenhando, principalmente nos seus seis anos de caminhada profissional.

Lucas Veloso - Foto: Fabrício Sousa
Lucas Veloso – Foto: Fabrício Sousa

“Não tem como a gente conseguir sucesso, conseguir as coisas na vida se a gente não tiver esforço. A gente consegue esse reconhecimento, consegue um trabalho bacana, consegue seguidor no Instagran e audiência por que a gente viaja a madrugada inteira, dorme pouco, se esforça, estuda muito texto, grava, roda o brasil, então é um longo esforço que a gente batalha para conseguir o reconhecimento no final, os aplausos que é o maior presente do comediante”, contou Veloso.

Há seis anos o jovem segue profissionalmente na comédia e dois anos como ator. O artista já passou pela TV Record e Rede Globo. Em 2016 foi indicado ao prêmio Melhores do Ano do Domingão do Faustão, como Ator Revelação por seu personagem Lucas na novela Velho Chico.

Lucas Veloso - Foto: Fabrício Sousa
Lucas Veloso – Foto: Fabrício Sousa

Em 2017 ganhou o prêmio, desta vez na categoria Comédia com o personagem Didico, na nova versão dos Trapalhões. Ainda em 2017 foi vice-campeão da Dança dos Famosos, também no programa comandado por Fausto Silva, na Rede Globo. Recebeu ainda o Prêmio ‘F5’ do Folha de São Paulo, na categoria Ator Revelação, atribuído ao seu trabalho em Os Trapalhões.

Segundo Lucas Veloso, nos seus shows não pode faltar as brincadeiras com relacionamento. “Seja de namoro, amizade, seja brincar com a infância. Eu acho que não podem faltar por que são coisas da vida da gente, a vivência é importante, então o que não pode faltar é brincar com o dia-a-dia”, explicou.

ENTREVISTA: LUCAS VELOSO


Shaolin

Paraibano de Campina Grande, Lucas Veloso é filho do humorista Shaolin, e segundo ele, é uma grande responsabilidade, devido ao público sempre relacioná-lo ao trabalho do seu pai.

“No início isso me atrapalhou muito, porque o povo queria que eu, começando minha carreira, fosse igual a ele quando já estava no auge. Não tem como eu forjar vinte anos de carreira em seis meses, isso é impossível. Então eu comecei, teve aquela pressão inteira, a gente sofreu muito, mas depois o povo foi entendendo que a minha identidade é de Lucas Veloso. Eu não quero ser um segundo Shaolin, eu sou o primeiro Lucas Veloso”, contou.

Sobre esta identidade paterna, o humorista diz ter herdado a principal característica de Shaolin que era o poder da inovação. “Eu sigo muito isso, que era uma referência dele. Eu sigo porque eu acho que comédia tem que ser surpresa, a gente tem que surpreender a plateia. E como homem ele foi um grande pai, um grande ser humano, me ensinou a aproveitar valores da vida, o tempo, o valor que o tempo tem, que passa o tempo inteiro e leva coisas, momentos e pessoas. A gente tem que aproveitar, se tiver que amar, tem que amar agora, foram grandes ensinamentos que aquele baixinho me deu que eu levo para o resto da minha vida e sou grato de mais a ele por isso”, finalizou Lucas.

Fonte: Grande Picos

LER MATÉRIA COMPLETA

Leia Também