ad16
CidadeDestaquesGeral
Últimas

“Negão do Cachorro-quente” morreu na madrugada de hoje no Hospital Regional de Picos

Ele estava internado no Hospital Regional Justino Luz de Picos (HRJL) desde o dia 17 de abril.

Morreu na madrugada desta terça-feira, 08, por volta das 5h40min, Francisco José dos Santos, o “Negão do Cachorro-quente”, 52 anos, como era mais conhecido na cidade. Ele estava internado no Hospital Regional Justino Luz de Picos (HRJL) desde o dia 17 de abril, após o agravamento do seu estádio de saúde.

No laudo assinado pelo médico explicando a causa da morte, consta: “choque cardiogênico devido a uma insuficiência cardíaca congestiva relacionada a hipertensão”, o que pode ser entendido como insuficiência cardíaca relacionada a hipertensão da qual sofria.

O “Negão do Cachorro-quente” também era diabético, e quase teve de amputar um pé no passado em decorrência do agravamento da doença. Além disso, já tinha sido operado dos olhos, pois corria o risco de ficar cego.

Nos últimos dois meses ele vinha sofrendo intensa pressão devido a iminente remoção do seu trailer da Praça Félix Pacheco. O “Negão do Cachorro-quente” já trabalhava no local há mais de 30 anos, tendo tornado-se figura muito conhecida em Picos. O seu trailer seria realocado na Av. Beira Rio, juntamente com outros pequenos comerciantes que ocupam as praças centrais da cidade.

Em entrevistas concedidas a imprensa picoense ele expressava a sua preocupação com a mudança, pois não via possibilidade de sustentar a família no novo ponto de trabalho onde o fluxo de pessoas é pequeno.

Texto: Jailson Dias e Foto:  Jesika Mayara / Picos 40 Graus

LER MATÉRIA COMPLETA

Leia Também