ad16
Polícia

OAB acompanhará caso do soldado que borrifou spray de pimenta em detentos

Agrimar Rodrigues de Araújo, Presidente da OAB Picos
Agrimar Rodrigues de Araújo, Presidente da OAB Picos

Durante a semana a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subsecção de Picos, divulgou uma nota de repúdio ao ato do policial militar que borrifou spray de pimenta nos presos detidos nas celas da Central de Flagrantes. Através de sua Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, o presidente da OAB, Agrimar Rodrigues de Araújo declarou que a instituição estará vigilante contra qualquer ato que fira a legislação brasileira e acompanhará esse caso.

Agrimar enfatiza que a OAB por defender o “estado democrático de direito” não “pode admitir condutas como essa”, referindo-se ao soldado que borrifou spray de pimenta nos detentos.

Ele mencionou que a atitude do PM também representou uma infração por se tratar da invasão de uma área de jurisdição da Polícia Civil. “Isso é inadmissível, não podemos tratar os presos como cobaias, isso é totalmente contrário aos princípios constitucionais e a legislação brasileira”, declarou.

A OAB está acompanhando o inquérito movido contra o policial militar. No entanto Agrimar Rodrigues diz que o trabalho da PM de uma forma geral tem sido positivo, especialmente a realização das blitz. “Mas a abordagem tem de ser cidadã e não algo que coloque o cidadão com receio da polícia”, comentou.

[ad#ad-3][ad#ad-3]
Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade