ad16
EducaçãoGeral

Piauí é líder na queda dos índices de analfabetismo

Foto: Reprodução

O Piauí integra o topo da lista dos estados que apresentaram as maiores quedas no índice de analfabetismo do Brasil. Foi o que mostraram os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2011, apresentado na última sexta (21/09) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o secretário de Estado da Educação e Cultura, Átila Lira, a política de valorização do ensino público com a implementação de ações e projetos, como Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), o Palavra de Criança, o Programa Brasil Alfabetizado (PBA) e a implantação de 200 turmas de alfabetização por meio do projeto Travessia: Educação em Passos Largos, foram determinantes para os resultados positivos alcançados no último ano.

“A preocupação é garantir a continuidade dos estudos. Além de alfabetizar, o governador Wilson Martins tem a preocupação de garantir a oportunidade de continuidade dos estudos para todos, crianças, jovens e adultos”, ressalta Lira.

Outra metodologia para a extinção do analfabetismo da população urbana e rural, priorizando ações de alfabetização de jovens e adultos piauienses, são as parcerias entre organizações governamentais, não governamentais e privadas, que estão impulsionando a educação do Piauí.

“Reconhecemos que ainda é preciso avançar mais. No entanto, apesar da taxa de analfabetismo, o Piauí vem melhorando a passos largos, sendo o primeiro do País em crescimento das taxas de escolarização, frequência de crianças na escola, do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), entre outros”, reforça o Secretário.

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Luiz Cláudio Costa, considerou significativa a redução da taxa de analfabetismo entre 2009 e 2011.

“A dificuldade em erradicar o analfabetismo entre a população mais velha acontece, entre outros motivos, por barreiras culturais. Atingir pessoas com a faixa etária alta é difícil, mas essa queda mostra que os trabalhos dão resultado. Nos últimos anos, as quedas não foram como esperávamos. É uma maratona, mas estamos falando de uma redução de mais de um ponto percentual. A escuridão das letras deixou de existir para essas pessoas”, analisa Costa.

Programas que contribuem para a drástica redução do analfabetismo no Piauí

Para a diretora da Unidade de Educação de Jovens e Adultos, Oscarina Silva, o Estado tem muito a comemorar. Desde a implantação do PBA no Piauí, em 2003, a taxa de analfabetismo tem caído significativamente. Em 2003, o índice de analfabetismo era 30%. Em 2007, caiu para 27% e atualmente está em 17,2%.

“De fato, a queda foi bastante acentuada. Em apenas nove anos, o Piauí conseguiu reduzir em 12,8% o índice de analfabetismo no Estado. Os resultados das políticas educacionais têm se aperfeiçoado com o passar do tempo, com ações que ajudaram a diminuir, principalmente, a evasão escolar”, fala a Diretora.

O Programa Olhar Brasil também foi outro que favoreceu a diminuição na taxa de analfabetismo. Com o objetivo de minimizar os problemas oftalmológicos dos estudantes matriculados no Programa Brasil Alfabetizado, em 2010, foram contabilizados 60.000 consultas e 45.185 óculos distribuídos.

Outra ação importante contra o analfabetismo é o investimento previsto pelo Governo Federal de R$ 7,6 bilhões para abertura de 6 mil creches até 2014, como forma de diminuir o impacto negativo da renda familiar na educação infantil.

Fonte: Ascom

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.