ad16
DestaquesTodas as Notícias

Piauí entra em ‘alerta laranja’ com perigo de chuvas intensas

O climatologista, Werton Costa, explicou que quanto mais calor e umidade, maior potencial para nuvens de trovoadas.

O Piauí está em alerta laranja, situação meteorológica que aponta perigo de chuvas intensas para regiões com áreas de risco e pontos de alagamento. Em entrevista à TV Clube nesta quarta-feira (17), o climatologista Werton Costa explicou que quanto mais calor e umidade, maior o potencial para nuvens de trovoadas.

“As nuvens nascem por volta de 13h e atingem sua maturidade no final da tarde, próximo das 18h. A partir deste horário, e quanto maior for a combinação de calor e umidade, começa o ciclo de formação de temporais“, disse.

Chuva em Picos – Foto: Romário Mendes

O site oficial do Instituto nacional de Meteorologia (Inmet) atualizou na segunda-feira (15) um mapa da região com perigos de chuva intensa e ventos fortes em seis estados do Nordeste. Na página, o Inmet publicou um aviso de possíveis chuvas entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, além de ventos intensos (60-100 km/h).

O instituto alertou ainda para o risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

O climatologista destacou ainda que este período favorece aos agricultores, que se programaram e estão aproveitando para fazer a plantação de legumes e hortaliças.

O que fazer:

O Instituto nacional de Meteorologia deu instruções de como proceder em casos de chuvas intensas, ventos fortes e alagamentos.

Em caso de rajadas de vento, a pessoa não pode se abrigar debaixo de árvores, devido ao risco de queda e descargas elétricas. Também não se pode estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.

Em casa, se possível, é recomendável desligar os aparelhos elétricos e o quadro geral de energia. Nos casos de ocorrências por conta das chuvas, a Defesa Civil atende pelo telefone 199 e o Corpo de Bombeiros pelo número 193.

Fonte: G1 PI

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade