ad16
DestaquesTodas as Notícias

Picos: Policial penal teria estuprado e torturado quatro detentas

Suspeito estava sendo investigado desde de agosto de 2021.

O policial penal, identificado pelas iniciais J.P. de O., preso na tarde dessa quarta-feira (11), suspeito de estuprar e torturar detentas dentro da Penitenciária Feminina Adalberto de Moura Santos, em Picos, estava sendo investigado desde de agosto de 2021.

Segundo a delegada titular da Delegacia de Defesa dos Direitos da Mulher de Picos (DEAM), Robiane Nunes, o suspeito teria abusado e torturado quatro detentas egressas do sistema penitenciário.

A delegada informou que as investigações do caso iniciaram após uma detenta denunciar, por meio de Boletim de Ocorrência, o crime praticado pelo suspeito.

Penitenciária Feminina Adalberto de Moura Santos, em Picos
Penitenciária Feminina Adalberto de Moura Santos, em Picos

Ainda de acordo com Robiane, a detenta procurou a delegacia e relatou que teria sido vítima de abuso sexual e crime de estupro. Após a denúncia, um inquérito policial foi instaurado para investigar o caso.

“Mesmo após ter sido interrogado e negado os fatos, o suspeito continuou a praticar os crimes de tortura. A tortura é que ele aplicava penalidades para as detentas que elas não mereciam ou penalidades mais graves do que caberia naquele caso como isolar, usar spray de pimenta”, disse a delegada.

A prisão

J.P. de O. teve a prisão preventiva decretada pela Delegacia de Defesa dos Direitos da Mulher de Picos no final da tarde dessa quarta-feira (11), após conclusão do inquérito policial.

O suspeito se encontra preso na Central de Flagrantes de Picos.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.