ad16
Polícia

PM abre procedimento para investigar disparo durante abordagem policial

[ad#336×280]O 4º BPM (Batalhão da Polícia Militar) já abriu um inquérito policial militar interno para apurar a abordagem policial que terminou com o jovem Francisco Gildevan da Silva, de 20 anos, baleado nas costas. O incidente envolveu policiais da força de elite da capital que participavam da Operação Vale do Guaribas na cidade de Picos. O caso aconteceu na Rua Santa Rosa, no bairro Bomba, na madrugada do último dia 15 de junho.

“Como o Comandante já falou foi aberto o procedimento para apurar esse fato. Tem um Oficial encarregado para isso. Ele vai colher o depoimento das pessoas envolvidas, dos policiais que estavam no dia, vai colher o depoimento da vítima e do outro companheiro dele para se chegar a uma conclusão se houve excesso, se houve culpa da polícia ou se foi uma fatalidade”, explicou o Capitão Mário Oliveira do 4º BPM.

Depois de realizar todo esse procedimento o Oficial encarregado emitirá um parecer relacionado a conclusão do inquérito. Posteriormente esse resultado será encaminhado para Teresina. “Para a Corregedoria [da Polícia Militar], para a 9ª Vara, que é da Justiça Militar, e após isso a Justiça resolve. Vai ficar na mão dela que vai analisar o fato”, completou o Capitão Mário.

“E se os policiais se excederam com certeza eles vão ter a punição devida com relação ao caso”, encerrou o Oficial do 4º Batalhão da Polícia Militar.

ENTENDA O CASO

O Comandante do 4º BPM (Batalhão da Polícia Militar), Tenente-Coronel, Wagner Torres, falou em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (17) que ainda não tinha os detalhes da abordagem policial em que um jovem de 20 anos acabou baleado com um tiro nas costas, na madrugada do último sábado (15). O disparo teria sido efetuado, em circunstâncias não esclarecidas, por um policial militar da cidade de Teresina que participava da Operação Vale do Guaribas no município de Picos.

“Eu tomei conhecimento hoje pela manhã. Eu não posso adiantar nada com relação a como aconteceu o fato. E a gente vai mandar instalar um inquérito e assim que a gente tiver notícia eu repasso para vocês”, falou o Comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar.

O jovem baleado foi identificado como Francisco Gildevan da Silva. À rádio Cidade Modelo FM, a mãe da vítima, Ana Neide, disse que o filho foi ferido após ser parado. Ele estava de motocicleta na hora que foi abordado. O tiro teria acontecido no momento que Francisco Gildevan colocava as mãos na parede para ser revistado. “E antes que ele colocasse recebeu o tiro nas costas”, completou.

Ana Neide informou que o seu filho foi transferido para um hospital da capital piauiense em estado grave. Ela teme que ele fique sem andar. “Pode ficar paraplégico”, disse. A abordagem que terminou com esse jovem baleado aconteceu na Rua Santa Rosa, no bairro Bomba. A mãe de Francisco Gildevan contou que seu filho tinha passagem pela polícia por uso de droga e que um colega do mesmo teria sido agredido durante a mesma ação policial.

Com informações do Rodeador News

 

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade