ad16
DestaquesPolícia

PM constata crescimento de golpes via celular em Picos

Golpe
Telefonemas anônimos assutam familiares de parentes que moram distânte. Foto: Jailson Dias

A prática já se tornou antiga, mas ainda deixa muita gente em “maus lençóis”. Um desconhecido, geralmente presidiário, liga para o aparelho celular de uma pessoa e com uma voz intimidadora declara que está em poder um familiar da vítima, exigindo que certa quantia em dinheiro seja depositada em uma agência bancária.

Apesar das informações divulgadas constantemente a respeito dessa prática criminosa, muitas pessoas ainda são enganadas. O tenente Rafael informou que nas últimas semanas a Polícia Militar tem verificado um aumento considerável nesse tipo de ação. Apenas na semana passada a polícia registrou dois casos.

“As pessoas devem ficar calmas, pois muitos dos autores desses trotes estão em presídios e conseguiram aparelhos eletrônicos e dentro do presídio conseguem efetuar ligações com a finalidade de desestabilizar a vítima e as vezes dependendo do estado emocional em que ela se encontra chega a fazer o depósito na conta corrente fornecida pelo autor da ligação”, explicou o tenente.

O tenente Rafael informa que em outros casos as ligações são efetuadas por pessoas que já conhecem a rotina da vítima o que aumenta a realidade do embuste. O que uma pessoa pode fazer em uma situação dessas é procurar contato imediato com o parente que está sob falso seqüestro e desmascarar a ação. Também é importante que registre o Boletim de Ocorrência em uma delegacia da Polícia Civil.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade