ad16
DestaquesTodas as Notícias

Polícia prende quatro suspeitos de cometer chacina em Alegrete do Piauí

A Polícia prendeu na manhã desta quarta-feira, 19, quatro homens acusados de serem os autores da chacina que vitimou seis pessoas no povoado Boa Vista, distante 18 quilômetros do município de Alegrete do Piauí. O crime chocou a região pelos requintes de crueldade.

As vítimas são o casal proprietário do imóvel, Cícero Domingos de Carvalho, de 63 anos e Francisca Luiza de Carvalho, 63 anos, a filha, Silvia Francisca de Carvalho, de 43 anos, o filho adotivo, Sildo Cícero Francisco de Carvalho, de 30 anos, o primo, Bartolomeu Gomes de Carvalho, de 31 anos, e a neta, Maria do Socorro Carvalho, de 23 anos, que era mais conhecida como “Galega”.

IMG_5995

Por volta das 9h30min de hoje os corpos foram removidos da residência e encaminhados ao Hospital Regional Justino Luz, em Picos, para que novas perícias fossem realizadas.

Corpos foram levados para Picos-Foto: RiachaoNet
Corpos foram levados para Picos-Foto: RiachaoNet

Os vizinhos explicam que não ouviram nenhum barulho de automóvel, e  que provavelmente os criminosos possam ter chegado ao local a pé.

IMG_6003

O cunhado de uma das vítimas, Luis Eudes Silva,  foi a primeira pessoa a chegar ao local do crime, e acionar a Polícia. Ele relata ter ouvido aproximadamente 30 disparos de arma de fogo, e que agora pensa em sair do povoado devido a este crime bárbaro.

“Quando ouvi os tiros, esperei todo o tiroteio passar.  Fui até a casa na esperança de que tivesse alguém vivo, mas não se podia fazer mais nada. Nunca tinha acontecido nada parecido aqui, e depois disso penso em ir embora. Não quero mais ficar aqui”, afirmou Luis Eudes Silva.

IMG_6016

A moradora Luzitânia Santos falou a nossa reportagem ter vivido momentos de terror. Luzitânia comentou que a família mantinha um bom relacionamento com os vizinhos, e que não se envolviam em discussões. “Eles eram pessoas boas, ninguém tinha o que falar deles. Tudo isto só deixa a gente revoltado e com muito medo”, disse a moradora.

Dinâmica do Crime

A Polícia acredita que pelos indícios deixados na cena do crime, as vítimas teriam sido levadas para a sala (cenário onde a família foi assassinada), e que teriam executados todos.  Várias marcas de tiros podiam ser vistas nas paredes, e possivelmente pelo menos três pessoas tenham efetuado os disparos.

IMG_6009

IMG_6013

Vingança

Uma das linhas de investigação levantadas  pela Polícia é que o crime tenha sido motivado por vingança. Segundo informações, Maria do Socorro, vulgo “Galega”, e Sildo Cícero teriam sido acusados de envolvimento em dois assassinatos no município. Um deles teria vitimado o monitor do Programa Pró-jovem Campo, George Francisco de Carvalho, de 20 anos,  que morreu após ser baleado com dois tiros quando trafegava em uma estrada vicinal, no último dia 07 de junho.

O secretário de Segurança do Estado do Piauí, capitão Fábio Abreu, que esteve na casa onde ocorreu a chacina, revela que “Galega” já havia prestado depoimento sobre estes homicídios, e que a casa estava sendo monitorada após a Polícia encontrar cinco armas de fogo no local. Fábio Abreu endossa ainda que esta tese é reforçada com a quantidade de tiros disparados contra “Galega”.

“Pela quantidade de tiros, Galega teria sido possivelmente o principal alvo”, enfatizou capitão Fábio Abreu.

Secretário de Segurança-Foto: RiachaoNet
Secretário de Segurança-Foto: RiachaoNet

A outra vítima acusada de participação nos crimes é  Sildo de Carvalho, que na ocasião chegou a ser preso e autuado por porte ilegal de arma, mas pagou fiança e foi liberado.

As duas vítimas desses assassinados que podem ter motivado essa chacina também eram naturais do povoado Boa Vista de Cima.

Prisões

No fim da manhã desta quarta-feira, 19, quatro homens foram presos pela Polícia Civil, suspeitos de terem cometido a chacina. Todos os homens detidos  são moradores da região e têm entre 40 e 50 anos. Os mesmos seriam familiares do monitor do monitor do Programa Pró-jovem Campo, George Francisco de Carvalho.

Segundo a polícia, de acordo com as características do local do crime a suspeita é de que os autores do crime fossem conhecidos da família. Isso porque as seis vítimas não reagiram à ação e foram mortas em casa.

LER MATÉRIA COMPLETA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também