ad16
DestaquesGeral

Prefeitura de Picos decreta luto de três dias por morte de Dom Rufino

[ad#336×280]O prefeito municipal de Picos, Kleber Eulálio, decretou luto oficial de três dias em pesar pelo falecimento de Dom Joaquim Rufino do Rêgo, ocorrido no início da tarde deste sábado (10), em Teresina.

No decreto, o prefeito destaca que Dom Rufino foi um “nobre cidadão picoense e desempenhou relevante papel religioso”.

Dom Rufino governou a Diocese de Quixadá por quase 15 anos, até 2 de abril de 1986, quando anunciou sua eleição para a Diocese de Parnaíba.

Foi bispo da diocese de Parnaíba até fevereiro de 2001, quando tornou-se bispo emérito.

Durante o período de luto, todas as repartições públicas que integram a administração municipal deverão hastear bandeiras a meio mastro.

O religioso faleceu em Teresina, onde estava internado, aos 87 anos.

Dom Rufino - Imagem: Reprodução
Dom Rufino – Imagem: Reprodução

Biografia

Filho de José Gomes do Rêgo e Tereza Maria de Jesus nasceu em Picos, onde iniciou os estudos primários. Mais tarde, já na capital piauiense, concluiu o ensino médio no Seminário de Teresina, onde ingressou em 1940. Em 1947 foi transferido para o Seminário Arquidiocesano de Olinda para cursar Filosofia até o ano de 1948. Em 1949 foi enviado a Roma para continuar sua formação no Pontifício Colégio Pio Brasileiro. Efetuou seus estudos teológicos na Pontifícia Universidade Gregoriana, especializando-se em Teologia Dogmática.

Sua ordenação sacerdotal ocorreu em Roma no dia 5 de outubro de 1952. Ao retornar ao Brasil assumiu o cargo de Vigário Auxiliar da Catedral Diocesana de Oeiras no Piauí onde também era secretário do bispado. Em 1956 assumiu a paróquia de Simplício Mendes dedicando-se à construção da Igreja Matriz Paroquial. Em 1961 assumiu a paróquia de Picos onde foi eleito Bispo por Sua Santidade o Papa Paulo VI para a nova Diocese de Quixadá em 21 de abril de 1971. Deixou a paróquia de Picos em 30 de abril do mesmo ano.

Recebeu em 4 de julho de 1971 a ordenação episcopal das mãos de Dom Umberto Mozzoni, Núncio Apostólico no Brasil, em concelebração realizada em Picos. Tomou posse da Diocese de Quixadá na data de sua instalação em 20 de agosto de 1971 em solenidade presidida por Dom Hunberto Mozzoni que depois de instalada a nova Diocese deu posse ao seu primeiro Bispo Diocesano.

Dom Rufino governou a Diocese por quase 15 anos como Bispo Diocesano até 2 de abril de 1986 quando anunciou sua eleição para a Diocese de Parnaíba. Foi bispo da diocese de Parnaíba até fevereiro de 2001, quando tornou-se bispo emérito.

VEJA O DECRETO:

              Decreto nº 280/2013, de 10 de agosto de 2013.

                  “Decreta LUTO OFICIAL em todo o território municipal em virtude do falecimento de Dom Joaquim Rufino do Rêgo.”

                   O Prefeito Municipal de Picos – PI, no uso das atribuições que lhe confere o art. 101, inciso VI da Lei Orgânica do Município e

                 

              CONSIDERANDO o falecimento de Dom Joaquim Rufino do Rêgo, nobre cidadão picoense, ocorrido na data de hoje;

              CONSIDERANDO o relevante papel religioso desempenhado por Dom Joaquim Rufino do Rêgo perante toda a comunidade picoense.

 

D E C R E T A:

Art. 1o Fica decretado LUTO OFICIAL em todo o território municipal, por 03 (três) dias, em sinal de pesar pelo falecimento de Dom Joaquim Rufino do Rêgo, Bispo Emérito de Parnaíba – PI.

Art. 2º – Durante o período de luto, todas as repartições públicas que integram a administração municipal deverão hastear bandeiras a meio mastro.

Art. 3º – Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogando-se as disposições em contrário.

 

Publique-se, REGISTRE-SE e Cumpra-se.

 

                   Gabinete do Prefeito Municipal de Picos, Estado do Piauí, em 10 de agosto de 2013.

 

KLEBER DANTAS EULÁLIO

PREFEITO MUNICIPAL

 

 

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Publicidade