ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesTodas as Notícias

Prefeitura de Picos flexibiliza decreto e permite aglomerações de até 300 pessoas

Na ocasião, ficou acertada entre ambas as partes que o decreto será mantido, porém houve uma flexibilização que permite eventos de pequeno porte com no máximo de 300 pessoas.

Em reunião realizada nessa quinta-feira (17), na sala de reuniões do Palácio Coelho Rodrigues, o  prefeito Padre Walmir Lima, representantes dos músicos locais, artistas, representantes de bares e restaurantes se encontraram para discutir o decreto que proíbe festas no município de Picos.

Na ocasião, ficou acertada entre ambas as partes que o decreto será mantido, porém houve uma flexibilização que permite eventos de pequeno porte com no máximo de 300 pessoas. “Os pequenos eventos realizados em bares e restaurantes serão permitidos, desde que obedeça a capacidade do local e respeitem as medidas de segurança”, esclareceu o Procurador Geral do Município, Maycon Luz.

Reunião com músicos e donos de estabelecimentos – Foto: Romário Mendes

“Nós chegamos ao um consenso com representantes dos artistas, donos de restaurantes, donos de bares e afins para que a agente possa exercer o direito de fazer os eventos sem penalidades”, comentou o representante dos artistas, Marcelo Nordeste.

Marcelo Nordeste – Foto: Romário Mendes

De acordo com o decreto, a uma necessidade de prevenir e controlar a disseminação da covid-19 nesse período de maior tendência a propagação do vírus.

O decreto de N° 150/2020 que foi publicado no último dia 15 de dezembro suspendeu a realização de festas, shows e similares, tanto de âmbito público quanto privado, no período de 18 a 31 de dezembro de 2020.

A reunião contou a participação do prefeito, Padre Walmir; do Procurador Geral do município, Maycon Luz; da Coordenadora da Vigilância Sanitária, Lucia Neiva; secretários; representantes dos músicos locais; artistas, representantes de bares e restaurantes.

Fonte: CCOM

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade