ad16
CotidianoGeralMunicípios

Primeiro doutor de Colônia do Piauí recebe medalha de honra ao mérito

O advogado Edmar Edson Mendes Rodrigues, natural da localidade Oitis, zona rural do município de Colônia do Piauí, na região de Oeiras, fez do estudo um caminho de superação e ascensão social. Oriundo do campo, onde ainda reside seus pais e boa parte da família conseguiu cursar direito na Universidade Estadual do Piauí, foi aprovado no exame da Ordem dos Advogados Brasil e exerceu o cargo de diretor do presídio José de Deus Barros, na cidade de Picos.

Advogado filho de agricultou agora é doutor em sociologia

Edmar Edson Mendes Rodrigues foi servidor da secretaria estadual de Justiça e Cidadania aprovado em concurso público para a função de agente penitenciário, onde também exerceu o cargo de diretor do presídio José de Deus Barros. Servidor de rígida disciplina, principalmente em suas atividades exercidas como gestor possibilitou o acirramento de atrito entre agentes penitenciários e a direção do presídio, motivo pelo qual terminou deixando aquele estabelecimento.

Exercendo o cargo de professor e coordenador do curso de direito da Faculdade R. Sá, na iniciativa privada, partiu para ampliar seus estudos e logo em seguida fez mestrado e conseguiu ser aprovado para servidor do Tribunal de Justiça em Pernambuco. Ainda dando continuidade aos estudos fez doutorado em Sociologia e foi aprovado para delegado de polícia civil no Estado da Bahia. Mas terminou optando pelo cargo no TJ-PE. Em Petrolina, onde reside atualmente, também é professor universitário.

O jovem coloniense recebeu a comenda de honra ao mérito por se tornar o primeiro doutor do município de Colônia do Piauí, através da proposição do vereador e advogado Etevaldo Brito. O projeto foi aprovado por unanimidade e recebe assim como demais homenageados o reconhecimento do poder legislativo de Colônia do Piauí, no dia das festividades de emancipação política daquele município.

Edmar Edson recebendo medalha de honra ao mérito

“ Me sinto honrado pelo reconhecimento, vejo nesse gesto para além de uma conquista pessoal, é nesse gesto que vejo a postura de valorização do conhecimento, e isso vai muito além, pois pode servir de referência para aqueles que acreditam na educação e querem seguir esse caminho. Tudo é possível, eu vim da roça e hoje sou doutor.  Quero agradecer ao meu amigo, vereador Etevaldo Brito, a minha esposa Márcia e meus familiares e aos vereadores que aprovaram esse requerimento”, disse Edmar Edson.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Publicidade