ad16
EducaçãoTodas as Notícias

Professores do Piauí permanecem em greve mesmo após Justiça determinar suspensão do movimento

A greve da categoria completou 55 dias nesta segunda-feira (18). Os professores exigem o reajuste de 33,24%, conforme definido pelo Governo Federal, além de 17% relacionado aos anos de 2019 e 2020.

Professores da rede estadual de ensino do Piauí informaram nesta segunda-feira (18) que foram oficialmente notificados sobre a determinação da Justiça em suspender a greve da categoria, que já dura 55 dias. Contudo, os docentes continuarão em greve. As informações são do G1 Piauí.

Em entrevista à TV Clube, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica Pública do Piauí (Sinte), Paulina Almeida, informou que a categoria vai realizar uma nova assembleia na manhã da quarta-feira (20) para decidir se o movimento grevista será encerrado ou não. Conforme a decisão, em caso de desobediência, ficou estabelecido ao sindicato uma multa diária de R$ 10 mil.

“A situação é de desvalorização total. Certamente, nossa categoria, em assembleia, é soberana para decidir como ficará a nossa luta, que é tão difícil. Mas haveremos de ser vencedores. O ilegal nessa história toda é o Governo do Piauí, que não cumpre a lei do piso”, comentou a presidente.

Os professores exigem o reajuste de 33,24%, conforme definido pelo Governo Federal, além de 12,84% relacionado ao ano de 2020 e 4,17% à 2019.

Em março deste ano, a Assembleia Legislativa do Piauí aprovou o reajuste de 14,17% para os professores da rede estadual. Com a aprovação, o novo piso salarial dos profissionais do magistério, que trabalham 40 horas semanais, será de R$ 3.845,66.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.