ad16
DestaquesGeralJaicósMunicípiosPolíciaTodas as Notícias

Caseiros são presos, suspeitos de guardar explosivos usados no assalto ao BB de Jaicós

Quatro pessoas foram levadas para a sede do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) suspeitas de participação na ação criminosa contra o Banco do Brasil, no município de Jaicós, na última terça-feira (04). O suposto grupo criminoso foi descoberto pela Polícia Militar e teria sido flagrado com acessórios de detonação de caixas eletrônicos e agências bancárias.

Os suspeitos são um homem, uma mulher e dois adolescentes que não tiveram a identidade revelada. O material explosivo foi encontrado em uma área de invasão no Torquato Neto, Zona Sul de Teresina. Segundo informações da Polícia Militar, os suspeitos são caseiros, e guardavam os explosivos supostamente  a mando dos assaltantes.

Banco do Brasil de Jaicós-Foto: Cidades Na Net
Banco do Brasil de Jaicós-Foto: Cidades Na Net

“A condução pela PM ocorreu há poucas horas. Os fatos são complexos e é preciso cautela na investigação. Estamos apurando a relação do grupo e do proprietário da casa com o assalto ao banco de Jaicós e já instauramos o inquérito”, disse Carlos César Camelo, coordenador da Greco, em entrevista ao Notícia da Manhã, desta sexta-feira (07).

Assalto em Jaicós

Policiais militares e um vigia noturno foram rendidos e usados como “escudo humano” durante assalto ao Banco do Brasil no município de Jaicós, a 352 km de Teresina. Na fuga, um PM identificado como cabo Rubens foi levado como refém. Na ação criminosa, eles explodiram o cofre da agência e fugiram.

Cidade Verde

Tags
LER MATÉRIA COMPLETA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também