ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesGeralPolícia

Robert Rios confirma: bala que matou gerente partiu da Polícia

[ad#336×280]O secretário Estadual de Segurança, Robert Rios Magalhães, confirmou, durante entrevista exibida no Jornal do Piauí desta quinta-feira (22) que a bala que matou o gerente do Banco do Brasil, Ademyston Rodrigues, durante tentativa de assalto partiu de um policial militar.

“Já dá para ter certeza. A bala que matou o servidor partiu de uma arma da Polícia Militar. O refém estava no banco dianteiro, no colo de um bandido, servindo como escudo. Ele estava no fogo cruzado. Só podia dar nisso”, disse o gestor.

Robert Rios revelou ainda que o inquérito já deveria ter sido concluído, mas que faltam laudos produzidos em Brasília, na Paraíba e no Piauí. Os resultados das investigações devem ser apresentados já nos próximos meses.

O bando que assaltou a agência do Banco do Brasil da cidade de Francisco Santos no final da tarde desta segunda-feira (1º), por volta das 11h15, também pode estar envolvido em outras duas ações similares. - Foto: PM
Banco do Brasil

“Apreendemos todas as armas dos policiais que estavam no confronto. Estamos fazendo a comparação das armas com os projéteis no corpo da vítima. Aguardamos ainda o resultado de vários exames de balística”, explica o secretário.

Segurança pública

O gestor também falou sobre pedidos da sociedade por mais segurança pelo Piauí. Para Robert Rios o clima de tensão e medo em que a sociedade se encontra é em decorrência da falta de estrutura das famílias e confronto entre a polícia e a Justiça.

“Neste ano já realizamos duas mil prisões e não foram dois mil bandidos diferentes presos. A polícia está ficando ‘viciada’ em prender sempre as mesmas pessoas e a Justiça soltar. Temos que falar a mesma língua”, explicou o secretário.

Crítica ao ECA

Robert Rios também teceu críticas ao Estatuto Criança e ao Adolescente. “O Estatuto é uma porcaria que não serve para coisa nenhuma. Ele estipula detenção máxima de 3 anos de medida educativa e não garante nem prisão nem a ressocialização de ninguém”, disse.

Cidade Verde

 

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade