ad16
DestaquesTodas as Notícias

Secretaria de Saúde inicia trabalho de controle químico contra o Aedes Aegypti nos bairros de Picos

A medida está sendo realizada para conter os avanços e disseminação do transmissor da dengue e chikungunya.

A Secretaria Municipal de Saúde de Picos através do Centro de Zoonoses deu início na tarde desta terça-feira, 01 de junho, a um trabalho de pulverização de inseticidas nos bairros de Picos. A ação será realizada nas comunidades que tiveram casos da dengue e chikungunya confirmados. Os trabalhos tiveram início no bairro Parque de Exposição.

Segundo o Coordenador do Centro de Zoonoses, Agenor Martins, o trabalho é voltado para o bloqueio de focos do Aedes Aegypti em locais com casos de dengue confirmado. Para isso é feito o controle químico com o uso de inseticidas, através de nebulizadores costais monitorizados.

“Até o ano passado quando existia um caso confirmado em um determinado bairro, o controle químico era utilizado com um carro chamado fumacê em todo o bairro. Hoje o Ministério da Saúde está restringindo o uso do carro, quando tem um caso notificado ou confirmado, esse controle químico é feito em um raio de 150 metros do local do caso confirmado de dengue ou chikungunya, transmitido pelo Aedes Aegypti”, disse o Coordenador do Centro de Zoonoses.

Agenor Martins explica que uma das atribuições do Centro de Zoonoses é justamente realizar esses controles em relação a esses vetores transmissores, como controle químico, mecânico e bloqueio de áreas. “Começamos o trabalho no Parque de Exposição e depois iremos para o Centro, na Avenida Getúlio Vargas e Rua Coelho Rodrigues, pois lá existem casos notificados, daí vamos levar a equipe nesse mesmo horário para realizarmos esse mesmo trabalho”, disse Agenor Martins.

Coordenador do Centro de Zoonoses, Agenor Martins

O Secretário de Saúde de Picos, Aldo Gil de Medeiros, esteve acompanhando o trabalho inicial no Parque de Exposição. O Secretário providenciou a realização da compra de 3 nebulizadores costais motorizados. O equipamento é necessário para o trabalho de controle químico.

“Com o aumento dos casos de dengue no município, nós entramos em contato com o Centro de Zoonoses através do Coordenador Agenor, e vimos a necessidade de fazer uma ação de combate ao Aedes Aegypti. Antigamente tínhamos o apoio do carro fumacê, fizemos a solicitação para a Regional de Saúde, contudo o carro pertence a Regional de Saúde e não ao município de Picos. Devido ao não comparecimento do carro, decidimos não aguardar, adquirimos três aparelhos com recursos próprios, os nebulizadores costais motorizados. Hoje estamos realizando esse trabalho de contenção e de combate ao mosquito”, frisou Aldo Gil.

A SMS e o Centro de Zoonoses disponibilizaram três agentes para realizarem esse trabalho. Segundo Aldo Gil o serviço de pulverização é rápido, e segundo ele, dentro de pouco tempo, deve-se concluir todo o mapeamento de Picos.

Casos Confirmados

Em 2020, precisamente no período de 01/01/2020 a 01/06/2020 a Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica constatou 03 casos de dengue e 06 casos de chikungunya. Ao todo no de 2020, foram 13 casos de dengue e 40 casos de chikungunya confirmados.

Em 2021, durante o período de 01/01/2021 a 01/06/2021 tivemos 56 casos de dengue e 02 casos de chikungunya confirmados.

O Coordenador da Vigilância Epidemiológica de Picos, Robsoncley Viana, explica que em relação à dengue comparado ao período de 01/01/2020 a 01/06/2020 com o período de 01/01/2021 a 01/06/2021 tivemos um aumento de 1.766% de casos de dengue e uma diminuição de 66% de casos de Chikungunya.

CCOM – PMP

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade