ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesGeralTodas as Notícias

Secretário Gláuber Silva se reúne com catadores no Aterro Controlado

[ad#336×280]Por Fabrício Sousa – O Secretário de Meio Ambiente de Picos, Gláuber Silva, reuniu-se na manhã da última sexta-feira (29) com catadores de material reciclável nas imediações do aterro Controlado para discutir projetos de beneficiamento da coleta e separação do material além de medidas de segurança que irão reduzir as possibilidades de acidentes e contaminação.

A iniciativa partiu dos próprios catadores que buscam, junto a Secretaria de Meio Ambiente, melhorias nas condições de trabalho. Algumas determinações previstas em lei foram debatidas, amplamente, durante o encontro.

Gláuber durante reunião os catadores no Aterro Sanitário-Foto: Fabrício Sousa
Gláuber durante reunião os catadores no Aterro Sanitário-Foto: Fabrício Sousa

Gláuber Silva discutiu, na ocasião, a possibilidade de  viabilizar o projeto da usina reciclável. A iniciativa, segundo ele, contribui para aperfeiçoar as condições de trabalho e outras melhorias ambientais. “Os trabalhadores que estavam instalados irregularmente no local a partir desta iniciativa serão novamente cadastrados, receberão identificação como fardamento do município e terão horários para estarem coletando os materiais recicláveis”, disse  o secretário.

Reunião com os catadores de lixo-Foto: Fabrício Sousa
Reunião com os catadores de lixo-Foto: Fabrício Sousa

O próximo passo, segundo ele, será identificar e cadastrar os atravessadores para que o trabalho dos catadores tenha remuneração justa. Também será feito o monitoramento de veículos que frequentemente depositam lixo no aterro e que não fazem parte da frota do município.  A partir de agora, para ter acesso a área, esses veículos terão que portar uma autorização ambiental emitida somente pela Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos.

O próximo passo, será identificar e cadastrar os atravessadores para que o trabalho dos catadores tenha remuneração justa.-Foto: Fabrício Sousa
O próximo passo, será identificar e cadastrar os atravessadores para que o trabalho dos catadores tenha remuneração justa.-Foto: Fabrício Sousa
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade