ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesTodas as Notícias

Sementes são insuficientes para atender os agricultores da região de Picos

[ad#336×280]As sementes de feijão a serem distribuídas aos pequenos agricultores dos municípios situados no território do Vale do Guaribas chegaram desde a última sexta-feira, 06, e se encontram na sede da Companhia de Abastecimento -Conab de Picos. O município de Picos foi contemplado com 1.400 quilos de sementes, uma quantidade insuficiente para atender a demanda.

Ricardo Araújo, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Picos - Foto: RiachaoNet
Ricardo Araújo, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Picos – Foto: RiachaoNet

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Picos, Ricardo Araújo, ressalta que os grãos já chegaram tarde para o plantio. “Seria interessante para os agricultores que o produto tivesse chegado em meados de janeiro pelo menos. Além disto a quantidade é insuficiente para atender a demanda”. disse o presidente do Sindicato.

No município de Picos cerca de 5 mil famílias  de pequenos agricultores estão aptas a receber as sementes, porém devido a pouca quantidade de grãos, o Sindicato junto a Emater adotaram um política de distribuição que atende às localidades que apresentam uma maior área dedicada a prática da agricultura, como Chapada do Mocambo, Angico Torto, Chapada do Fio, Mirolândia e Fátima do Piauí.

“As sementes são destinadas prioritariamente às pessoas cadastradas no Garantia Safra e no programa Brasil sem Miséria. Só no Brasil sem Miséria existem 200 famílias cadastradas no município de Picos.Se você pegar 1.400 quilos e distribuir 4 quilos por agricultor vai dar em torno de 350 famílias beneficiadas. Vamos aconselhar com os agricultores que receberão as sementes, caso estes achem inviável plantar agora, os mesmos devem guardar para plantar nos próximos períodos de chuva”, explicou Ricardo Araújo.

O presidente do Sindicato enfatizou ainda que para este Plano Safra são descartadas a possibilidade de chegada de novas sementes a serem distribuídas. No entanto, o que se vem discutindo junto ao Governo do Estado é o aumento da quantidade de grãos para as próximas etapas de distribuição, e o encaminhamento ao município no período correto.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade