ad16
GeralMunicípiosPolíciaSimõesTodas as Notícias

Simões terá sistema de câmeras para combater a criminalidade

[ad#336×280]Em entrevista à impresa, o tenente da Polícia Militar, Ricarte Antônio de Senna, novo comandante do GPM de Simões, falou sobre as medidas que estão sendo adotadas para combater a criminalidade e oferecer mais segurança à população.

Após o último assalto a agência do Banco do Brasil, ocorrido em fevereiro deste ano, a cidade convive com o medo. Na ação criminosa, o grupo promoveu cenas de terror, com sequência de tiros e o sequestro de reféns na fuga, quebrando a calmaria da cidade.

Uma das medidas tomadas foi o aumento do efetivo policial no Grupamento Militar da cidade. O comandante da equipe afirmou que o trabalho preventivo será intensificado. “Com um efetivo maior, a Polícia Militar, em conjunto com a Polícia Civil, vai realizar um trabalho ostensivo de forma mais eficaz, com blitz, abordagens e outras ações. A cidade precisa, realmente, dessas mudanças que estão acontecendo”, disse o Ricarte.

Autoridades de Simões conhecem o sistema de monitoramento em Fronteiras - Foto; Divulgação
Autoridades de Simões conhecem o sistema de monitoramento em Fronteiras – Foto; Divulgação

Além do efetivo, o GPM vai receber mais uma viatura e armamento. Durante a entrevista, o tenente adiantou que a Secretaria de Segurança do Piauí prevê a implantação de uma Companhia de Polícia Miliar na cidade de Simões.

A tecnologia será outra importante parceira no combate ao crime. A Prefeitura Municipal de Simões vai instalar 17 câmeras de monitoramento em pontos estratégicos da cidade. Ricarte, que é subcomandante da 4ª Companhia de Fronteiras, onde a Polícia Militar já utiliza o sistema de câmeras, falou com propriedade sobre o assunto. “Sem dúvidas, irá trazer benefícios para o município Simões em termos de segurança. Esse equipamento inibe a atuação dos vândalos e infratores, e principalmente, a ação dos assaltantes de bancos, o que mais assusta a população. Nós vamos estar monitorando toda movimentação estranha na cidade”, disse.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade