ad16
DestaquesSaúdeTodas as Notícias

Urologista cooperado da Unimed Picos faz alerta sobre prevenção ao câncer de próstata

No mês de prevenção e combate ao câncer de próstata, Dr. Eriberto Barros fala sobre a doença e autocuidado.

Em alusão ao Novembro Azul, a Unimed Picos inicia, nesta quarta-feira (17), uma campanha de prevenção e combate ao câncer de próstata, que é uma das doenças que mais tem acometido os homens brasileiros e tem crescido consideravelmente na região de Picos.

Estima-se, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer, que cerca de 65.000 homens serão acometidos pela doença até o final de 2021, e 25% deste total – 16.250 – evoluirá para o óbito.

Tudo isto pode ser evitado, se os homens iniciarem o rastreio da doença na idade certa e prosseguirem, anualmente, com o acompanhamento médico correto, segundo informou o urologista cooperado da Unimed Picos, Eriberto Barros.

Eriberto Barros, urologista cooperado da Unimed Picos – Foto: Jaqueline Rajner

“Uma das principais doenças que acometem o homem é o câncer de próstata, que é uma doença maligna e que acomete a glândula da próstata, que é algo que só os homens têm. Vale frisar que, na maioria das vezes, essa doença não causa sintoma algum, por isso a importância de se procurar um urologista todo ano”, disse ele.

Imagem: Reprodução

Dr. Eriberto Barros explicou que é a partir dos 50 anos que se inicia o rastreio da doença, com exame de sangue e de toque retal. Mas alerta que, caso haja histórico de câncer de próstata na família, é importante iniciar aos 45.

“O rastreio deve ser iniciado no máximo aos 50 anos de idade. Pelo menos uma vez ao ano o homem deve procurar fazer uma investigação para que, se tiver o câncer, que ele seja diagnosticado precocemente. Há casos que antecedem a idade de 50 anos. A Sociedade Brasileira de Urologia orienta que pessoas da raça negra ou que tenham histórico familiar de câncer de próstata, iniciem o rastreio mais cedo, aos 45 anos”, explicou.

Imagem: Reprodução

O médico disse ainda que a evolução do rastreio de apenas toque retal para exame de sangue fez com que mais homens iniciassem o autocuidado. Contudo, ele frisa que ambos devem andar unidos, assim como com o acompanhamento de um urologista.

“O exame de sangue abriu portas para que mais homens procurem rastrear a doença, mas é importante frisar que é indispensável procurar um urologista e realizar o toque retal. O rastreio tem que ser iniciado na idade correta e ser feito anualmente, porque quanto mais cedo descobrir, mais fácil de tratar. O rastreio é feito de duas formas: exame de sangue e toque retal. É importante sempre fazer os dois, pois muitas vezes um deles pode não acusar a doença, enquanto o outro acusará”, afirmou.

Eriberto Barros declarou que o câncer de próstata é o câncer masculino de maior probabilidade de cura, contudo, é necessário o rastreio precoce, visto que é uma doença silenciosa.

Urologista Eriberto Barros – Foto: Jaqueline Rajner

“Este é o câncer masculino que mais tem chances de cura, desde que seja diagnosticado no início. Aquelas pessoas que evoluem para o óbito são justamente as que não fazem acompanhamento urológico ou que só procuram o médico a cada quatro ou cinco anos. Os que fazem acompanhamento, quando descobertos, têm 95% de chance de cura. É uma doença com excelente tratamento, mas que seja feito desde o início, pois é uma doença silenciosa. Na maioria dos casos, não causa sintoma algum. Quando vem apresentar sintoma, é porque já está em estado avançado. É por isso que não se pode esperar os sintomas aparecerem. É necessário fazer o rastreio” detalhou.

Sintomas

Aumento da próstata, sangramento na urina, dores lombares e nas costas são apenas alguns dos sintomas, mas que devem ser analisados por um especialista, segundo informou o médico cooperado da Unimed Picos, pois podem ser sintomas de outra doença também ligada à próstata.

Tratamento

Há um leque de opções de tratamentos para o homem acometido com o câncer de próstata:

Cirurgias;
Radioterapia;
Terapias não invasivas;
Uso de hormônios;e
Quimiotrapias.

Impotência sexual

Muitos homens têm medo da impotência sexual. De acordo com o urologista Eriberto Barros, ela só acontece em quem é acometido pela doença, por não se cuidar precocemente, mas que hoje, com a evolução da medicina, já há tratamento para a consequência da falta de cuidado.

Unimed Regional de Picos

O urologista faz parte de uma gama de médicos cooperados da Unimed Picos, que sempre tem ofertado o melhor da medicina picoense para seus clientes. Eriberto Barros realiza desde consultas a pequenos procedimentos em urologia e cirurgia geral.

A Unimed está localizada na Praça Félix Pacheco, 676, no centro de Picos. Telefone para contato: (89) 3422-3616. Você pode encontrá-la também no site www.unimedpicos.com.br e nas redes sociais Instagram e Facebook.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade