ad16
DestaquesPolíciaTodas as Notícias

Após furtar mais de R$ 20 mil de idoso, menor é posto em liberdade em Picos

“Ele saiu pela porta antes da gente que ficou fazendo o procedimento”, disse o delegado.

Um idoso teve sua residência furtada, na manhã desta quarta-feira (08), no bairro São José, em Picos. O autor do crime foi um menor, que subtraiu R$ 22.000,00 da vítima, além de um aparelho celular.

Segundo informações repassadas pelo delegado plantonista, Agenor Lima Jr., o infrator aproveitou-se de que a vítima saíra de casa para cometer o delito. Ele disse ainda que é possível a participação de outra(s) pessoa(s).

“A gente acredita que alguém repassou a informação ao menor, pois ele não foi em outra residência. Ele foi diretamente na residência da vítima, no momento em que ele foi para o açougue, que fica perto de sua casa. Na hora que ele foi para o açougue, o menor entrou. Foi uma ação bem rápida”, disse.

Questionado sobre a quantidade do dinheiro na residência, o delegado informou que a vítima mora só e não tem quem o oriente sobre outras formas de como guardar o dinheiro poupado durante sua vida.

“Esse senhor, ele ganha pouco mais de R$ 1.000,00 e, nas declarações dele, esse teria sido o valor que acumulou durante toda a sua vida. É um homem viúvo, mora só e por não ter conhecimento, acaba por não ter alguém que pudesse orientá-lo a guardar esse dinheiro em uma conta bancária”, informou.

Ainda na noite de ontem o menor foi apreendido com parte do dinheiro roubado e com o aparelho celular da vítima. Ele não quis dizer onde estaria o restante do dinheiro, alegando tê-lo gastado.

“Ontem à noite conseguimos capturar o indivíduo que ainda estava com parte da quantia, cerca de R$ 7.000,00, além do aparelho celular da vítima. Ele não disse onde estava o restante do dinheiro. O que repassou foi que gastou o dinheiro. Acreditamos que tenha dividido com uma menina, que poderia ser uma de suas cúmplices. São R$ 15.000,00 que faltam e ele não comprou nada não. Já estamos atrás a moça que pode estar envolvida, mas ela está se escondendo”, declarou.

De acordo com Agenor Jr., há inúmeros boletins de ocorrências contra o menor, todos respectivos a furtos e, mesmo tendo sido apreendido com parte do dinheiro roubado, ele foi liberado, pois o poder judiciário não emitiu nenhuma ordem de prisão contra ele.

“Há muitos B.O.’s de furtos da ação promovida por esse menor. Infelizmente, até o momento, ele não ficou apreendido, pois só pode ser feito através de determinação judiciária. Mesmo tendo sido localizado com os objetos do furto, ele é um menor. Então é feito um procedimento chamado Boletim Circunstanciado de Ocorrência, mas não fica apreendido. Ele saiu pela porta antes da gente que ficou fazendo o procedimento”, falou.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade