ad16
DestaquesTodas as Notícias

CIEM passa a ser Centro de Referência em atendimentos a pacientes com Dengue e Chikungunya

A partir desta segunda-feira (04), o órgão passará a oferecer consultas médicas e exames para diagnóstica as doenças.

O Centro Integrado em Especialidades Médicas (CIEM), que é o principal órgão de referência na cidade no atendimento em relação a pacientes portadores de síndromes gripais, terá agora uma área exclusiva para realizar consultas em pacientes com sintomas ou casos ativos de Dengue e Chikungunya. A partir da desta segunda-feira, 04 de abril, os pacientes que estiverem com suspeitas das doenças poderão se deslocar até o órgão para realizar os exames que comprovem o diagnóstico.

De acordo, com a Secretária Municipal de Saúde de Picos, Tatiane Gil, a SMS tomou essa iniciativa de tornar o CIEM um Centro de referência em atendimento a Dengue e Chikungunya, devido o número de casos das doenças na cidade. “Vamos tornar o CIEM um Centro de referência em atendimento a Dengue e Chikungunya, tendo em vista que antes era só Centro de Covid-19, mas graças a Deus os casos de Covid-19 diminuíram bastante. Atualmente a Dengue e Chikungunya são as doenças que estão acometendo, mais a cidade, e estamos precisando bastante destes serviços no CIEM”, explica a Secretária.

Tatiane Gil, Secretária de Saúde (Foto: Jackelany Vasconcelos)

Segundo Robsoncley Viana, Coordenador da Vigilância Epidemiológica do município, o CIEM será o local onde ocorrerá a triagem de pessoas com suspeita de Dengue ou Chikungunya.

“O CIEM receberá pacientes com suspeita de Dengue e Chikungunya, e lá será feito o processo de triagem e atendimento médico, após esse atendimento, será coletada amostras de sangue que serão enviadas para o Laboratório Central de Saúde Pública do Piauí, (LACEN) em Teresina. Em um período de 7 a 8 dias os resultados serão entregues as pessoas, vai ter essa demora pois o LACEN é um laboratório de referência do Estado e recebe todas as amostras das cidades”, explica o Coordenador.

Robsoncley Viana, ainda explica que o CIEM vai funcionar através de demanda livre, ou seja, as pessoas que sentirem os sintomas podem se direcionar diretamente ao órgão para receber atendimento.

“O paciente pode ir de livre demanda procurar o CIEM, que lá será atendido. Caso o paciente apresente sinais de alerta de gravidade, ele será encaminhado para o Hospital Regional Justino Luz. Chamo a atenção para um ponto importante, as crianças receberam atendimento médico no Pronto Atendimento Médico Frei Damião (PAIM) ou na própria UBS, só após isso é que elas serão encaminhadas para o CIEM, para fazer a coleta de amostras para o exame de Dengue e Chikungunya”, frisou Robsoncley.

Robsoncley Viana, Coordenador da Vigilância Epidemiológica de Picos (Foto: Isael Pereira)

Tatiane Gil, ainda destaca em sua fala, que as pessoas que sentirem sintomas de Dengue e Chikungunya, devem procurar o Agente de Saúde do seu bairro, ou a UBS mais próxima, para que seja notificado ou confirmado o caso.

“Precisamos que as pessoas que sentirem os sintomas da doença, procurem os Agentes de Saúde ou o Posto de Saúde mais próximo de sua casa, para que seja notificado ou confirmado o caso de Dengue ou Chikungunya. Esse processo é importante, porque o Estado é o órgão responsável pelo Carro Fumacê, que faz a pulverização do veneno nos locais, então se esses dados não estiverem no sistema, o Estado entende que o município não tem casos da doença e assim não envia o Carro Fumacê”, finaliza Tatiane Gil.

Fonte: CCOM -PMP

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.